INÍCIO INSTITUCIONAL ROSSYR BERNY DÚVIDAS FREQUENTES CONTATO
   início
 
Fones            
WhatsApp (51) 98535-3970 - Oi
(51) 98537-0000 - Oi
(51) 99103.3566 - Claro
(51) 99669-0908 - Vivo
(51) 9823-7038 - Tim
Títulos
 
0..9 A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Y Z
Madrugada de Sonhos - Olinto Vargas
Olinto Vargas não é “marinheiro de primeira viagem” nessa tarefa de escrever/publicar livros. Bem pelo contrário. Este que o leitor agora lê já é a quinta publicação deste poeta que se notabiliza por uma linguagem bem coloquial em que vai tematizando os assuntos de uma realidade vivenciada, ora com extremo bom humor, divertindo-se e divertindo o leitor com versos em que salta aos olhos, traços da triste realidade brasileira, como naquele em que fala da “muamba na cueca”, ou mai...
Magnólia, a besourinha perfumada - Jania Souza
Jania Souza é uma conhecida poeta do Rio Grande do Norte que igualmente costuma encantar o Estado e a bela Natal com sua arte literária e humana. Agora amplia o encanto com a publicação infantil de MAGNÓLIA, A besourinha perfumada. Uma história exemplar em que tematiza comportamentos dos animaizinhos das florestas. E sempre o convívio das boas e as más índoles, o bem e o mal convivendo no mesmo meio. Podemos mostrar estes exemplos às crianças de nossas vidas, reforçando que no mundo...
Maria Molhada - Silvia Caminha
Agradecimentos: Ao pessoal de Uruguaiana, em especial a minha sobrinha Maria Luiza.
Maria Timara - Maria Timara
O livro de Timara Aheréz retrata a vida da autora permeada por inúmeras emoções, em uma narrativa onde intensos sentimentos são abordados culminando em uma verdadeira experiência vivida e traduzida em capítulos onde o sonho, a tristeza e o amor figuram em profusão. Uma profissão de fé de uma mulher que sentiu, sofreu, amou e transmitiu um belo legado aos seus filhos que ficará eternamente refletido em seu “espelho”.
Mãos à obra - Histórias de vida do empresário Lauro Carlos Fröhlich - Lauro Fröhlich
Os historiadores, em geral, recons-tituem as grandes evoluções sociais e econômicas na idealização da figura de generais libertadores, vestidos em uniformes engalanados, montados em cavalos fogosos e armados de espadas cintilantes. Ou, então, no enaltecimento de políticos carismáticos, vestidos com trajes formais e brandindo sua voz vigorosa em discursos inflamados. Essas figuras manejaram exércitos e multidões por caminhos que, repletos de vitórias e derrotas, conduziram muitas naç...
MEL a Mil - Mariza Estela Leal
A leitura de MEL a Mil, de Mariza Estela Leal, nos impõe uma forte e agradável dúvida: Mais impressionante e admirável é a poesia de Mariza ou ela própria? Seus poemas encantados, de um lado; Do outro uma bela bruxa, fada, ilusionista, poeta, mulher. Em verdade são magias que se complementam ao longo da obra. Sentimentos que vão se organizando no livro pelo passar dos anos na caminhada da autora. Nas oito partes temáticas do livro – como Amor, Desamor, Vida, Natureza, Congraçamento,...
Memória e Lembrança - José Luiz Pons
Já faz um bom tempo que acompanho o despertar da poesia em José Luíz Pons. No início era como se fosse um menino a brincar com as rimas em textos poéticos plenos de sentimento e emoção, dedicados a homenagear pessoas que adquiriram um significado especial e terno na vida do poeta. Depois veio a visão poética madura de ver o mundo através do olhar sensível que o autor, generosamente, compartilha conosco em cada verso de seus poemas. É ótimo poder encontrar agora toda a inspiração e...
Memórias de Zé Terra - O tropeiro do litoral - Elma Sant´Ana
“Três coisas me levaram a vencer na vida: a idade, a força de vontade e a necessidade”. “Tudo na vida para se prosperar: nós precisamos de trabalho, dedicação e realização”. “A história quando é verdadeira, é como as pétalas das rosas que o vento se encarrega de levar”. “O cavalo que trabalhava à noite, não trabalhava de dia. Escolhíamos os melhores cavalos para a ronda da noite. Quando a tropa estourava, não se procurava ‘atravessar’ o cavalo para segu...
Memórias do Barão - Ademar Adams
SEU NATALÍCIO, UM GAÚCHO INQUIETO Logo que se casou seu Natalício vendeu o alambique de cachaça e as terras na costa do rio Ijuí. Deixou seus patrícios alemães, indo viver em meio a gente de diversas origens, em Santo Ângelo. Daí para Guarani, para o Rincão dos Vieiro, para Esquina Ipiranga e de volta para Guarani. Com 45 anos mudou-se para o Paraná, na linha São Pedro, região de Vila Nova (Toledo). Dali para o Cinco de Outubro (Palotina), para Maripá, Cascavel e por fim Vila...
Memórias, Sabores e Aromas - Maria Izabel Guimarães Scalco
Um livro para ser saboreado com a alma. É assim esta produção que Maria Izabel Scalco nos oferece após incansável busca por histórias de famílias e suas diletas receitas. Nestas páginas encontram-se os ingredientes que fizeram e fazem dos pratos porções generosas de afeto e fraternidade. Mais que receitas: quase segredos. As narrativas aqui presentes falam sobre a gastronomia local e a influência de diversas etnias, preferências, experimentos. Trazem de volta o passado, em fum...
Menino das Samaúmas - Alberto Lisboa Cohen
Alberto Cohen é um poeta surpreendente. No melhor sentido da palavra. Há pouco nos encantamos com seu rigor métrico, rígido nos cânones consagrados do soneto. Lembremos os primores que são Cantigas que a rua canta e Álbum de recordações. Alberto Cohen, um dos melhores do país. E com a passagem do saudoso Miguel Russowsky, não sei se, agora, isoladamente, o melhor. Como merece. Explico o adjetivo surpreendente. Não é que agora nos mostra uma faceta absolutamente dispare, singular, ...
MEU FILHO TDAH e outros bichos - Inêz Ramos Crespo
Para um profissional, correr os 42 km de uma maratona em pouco mais de duas horas é um imenso esforço. Imagine uma família inteira zelar com extremos cuidados um familiar com TDAH (Transtorno do Déficit de Atenção com Hiperatividade); a mãe, sobretudo? O tempo todo. A vida toda! Agora não imagine. Conheça todo o esforço que demanda cuidar de um familiar TDAH. Amorosamente! Então veremos que o sacrifício de correr uma maratona é só um passeio. Esta é a experiência de vida que a ...
Meu nome é Anita - Suzana Saldanha e Elma Sant'Ana
É reverenciada no Brasil e na Itália e merece a fama que tem. Seu nome integra o Panteão da Pátria e da Liberdade, em Brasília, no Livro dos Heróis da Pátria, desde 30 de abril de 2012. ANITA saiu da História para dar nome a ruas, praças, escolas, museus, centro de tradições, piquetes de cavalaria, monumentos. Poesia, cinema, pintura, teatro (com certeza muitas `anitas` já foram para os palcos – monólogos ou não), se inspiram na figura de Anita.