INÍCIO            INSTITUCIONAL            ROSSYR BERNY            DÚVIDAS FREQUENTES            CONTATO 
  inŪcio
 
Fones            
Tim: (51) 8153.8992
Oi: (51) 8632.9873
Claro: (51) 9103.3566
Vivo: (51) 9741.1283
Lançamentos
 
 Romance
Vilipêndio - Pio Furtado.
Um ex-oficial da For√ßa Expedicion√°ria Brasileira ‚Äď FEB, cuja carreira militar se prenunciava verticalmente exitosa, ao final da segunda guerra mundial, depois de passar por uma Corte Marcial, resta perdido no norte da It√°lia, envolvido numa estranh√≠ssima e ultrassecreta miss√£o que, conclu√≠da com sucesso, poder√° significar a sua reden√ß√£o. Numa pacata cida-dezinha que ressurge, no p√≥s-guerra, tentando, aos poucos, retomar a sua trajet√≥ria liber-tando-se dos horrores do con-flito, m...
 Poesia
101 Sonetos Centen√°rios - Areimor Neto
Nestes dif√≠ceis tempos contempor√Ęneos, raros s√£o os seres carregados de sentimentos e amor √† Poesia, algo aparentemente secund√°rio, pensamento dos mais afoitos e apressados. Pois Areimor Neto traz no sangue e em suas experi√™ncias de vida o zelo extremo ao verso cl√°ssico. Mais: √† imorredoura arte sonetista. 101 Sonetos Centen√°rios √© uma importante mostra de que a cl√°ssica composi√ß√£o de dois quartetos, dois tercetos, com fecho de ouro, sempre encantar√° a muitos. ...
Momento Fascinante - Olinto Vargas
Olinto Silveira de Vargas inaugurou-se Poeta em 1999, anunciando: "Com Sonhos e Devaneios / comecei rodar meus passos"; Em 2000, na Aurora de um Novo Tempo, conclama: "que outros sigam este exemplo / na aura do me caminho!"; Na terceira obra, de 2001, confessa que em "Desbravando Horizontes / descobri fecundas fontes / para encantar a minha alma!" E, junto √† sua alma, encanta a alma de seus leitores. Pensando em andar mais devagar nas publica√ß√Ķes, nos diz, em 2002: Pelos Cami...
Sentimentos das ruas pisadas da cidade - Marcelo Allgayer Canto
Sentimentos das ruas pisadas da cidade √© mais do que apenas um novo livro de Marcelo Allgayer Canto. Notamos que a cada nova colet√Ęnea de sensibilidades, seja em prosa ou verso, costuma desfilar, e destilar, todo um qualitativo exerc√≠cio liter√°rio. Sempre eivado de um sentimento humano transformador. O olhar com que avalia a humanidade √© seguidamente cr√≠tico, mas tamb√©m carregado de compreens√£o e fraternidade. As ruas por onde passa e passam os transeuntes da cidade e do mundo, de toda...
Vozes Caladas - Rosaria Gomes
VOZES CALADAS Depois de atenta peregrinação pelos versos de candente beleza, ao chegarmos ao final da leitura de Vozes caladas chegamos à rica confirmação de que a Poesia afirma-se pela sensibilidade do texto que página a página conduz o leitor com suas mágicas mãos. A poeta e professora Rosária Gomes conduz seu leitor à arca secreta onde arco-íris nasce; isso poucos sabem. Mas sabem todos onde a poeta conduz seus seguidores: ao coração do nascimento das cores e das palavra...
 Ensaios Pol√≠ticos
Porque o Brasil n√£o deu certo - Aquillino Dalla Santa Neto
Vivemos um caos geral que afeta as principais √°reas das pol√≠ticas p√ļblicas. A educa√ß√£o paralisada, a sa√ļde deteriorada e a seguran√ßa desestruturada. Esta situa√ß√£o impede que cada um destes setores cumpram seus objetivos: educar, curar e proteger. Mas como a popula√ß√£o sobreviver√° a tais pr√°ticas, oriundas da inoper√Ęncia, endividamento e corrup√ß√£o do Poder P√ļblico? Mesmo a pol√≠tica sendo uma ci√™ncia que visa buscar resultados, ao mesmo tempo esquece-se de analisar o compor...
 Doutrina ‚Äď espiritualidade
Introdução aos fundamentos da Apometria - João Pedro Farias Rodrigues
Pela martelagem de precis√£o o ourives cria fontes de brilhos e luzes ao diamante antes bruto; e a Doutrina Esp√≠rita possibilita o m√©todo da Apometria como a ferramenta do Amor curativo, pela medicina espiritual. Corpo e esp√≠rito beneficiam-se com o refinamento energ√©tico, pela investiga√ß√£o do corpo astral do paciente. √Č urgente dicionarizar-se Apometria como defini√ß√£o do saber consciencial de ser, encarnado, ou n√£o; ou seja, energia f√≠sica ou espiritual; mas densa, viva. Sempre. Ou...
Uma força maior - Aneli Laipelt Radici
Em 2003 Aneli Laipelt Radici inaugura-se em livro com o belo trabalho em versos Alma poeta, onde nos ensina: "A poesia deu-me asas para voar, e ao céu chegar." Uma década após surpreendemo-nos com a prosa poética de Sabedorias do viver. E mais nos encanta: "Tocas minha face sem disfarce entre gestos atrevidos, enquanto entrego-te manso meu olhar e meu sorriso." Agora presenteia-se, ao completar 70 anos, com Uma força maior. Desvenda o mundo espiritual, trazendo clareza e energia. Claro, p...
 Cr√īnicas
Batalhas e honras - Carla Ligia Ferreira
Nos √ļltimos anos, Carla Ligia Ferreira vem se dividindo entre duas grandes paix√Ķes: o Direito e a escrita. E podemos ver os resultados dessa paix√£o pela escrita neste livro. Confesso que a escrita de Batalhas e Honras √© de encher os olhos do leitor. Ela traz √† nossa imagina√ß√£o o encanto das aventuras rom√Ęnticas da √©poca de reis e rainhas, onde o Bem e o Mal digladiam, personificados nos reinos fict√≠cios de Penedo e Atalaia. Confrontos √©picos e antigos? Em verdade os embates...
Casos de Casas - Lol√ī Fonseca (1)
¬īTodas as casas t√™m sua hist√≥ria, e nenhuma biografia de vida √© banal.¬ī A s√°bia conclus√£o da prefaciadora da obra, poeta e escritora V√Ęnia Moreira Diniz, nos define, com precis√£o de escriba, a publica√ß√£o de Casos de Casas. Permitam-me acrescentar: um grande achado liter√°rio: Lol√ī Fonseca faz mais. Com um texto rico e escorreito ¬īhumaniza¬ī as casas de suas lembran√ßas, dando-lhes vida e sentimentos. E o faz de uma maneira encantadora, por ser poeta de valor, que faz um competente p...
Morte, esta desconhecida ! - James Ricachenevsky
¬īA morte nada mais √© que trocar uma veste e residir em nova morada.¬ī Com esta, aparentemente simples, mas s√°bia defini√ß√£o de Morte, o reconhecido m√©dico, advogado e premiado escritor, James Ricachenevsky, nos auxilia ao longo de sua segunda obra ‚Äď j√° publicara `50 Casos de Apometria`, em 2011 ‚Äď a entendermos a inexorabilidade da partida a um novo plano, continuidade desencarnada do que, encarnadamente, aqui se vive. Morte, esta desconhecida! √© uma serena e esclarecedora li√ß√£o qu...
Quem roubou meus sonhos ? - Maria de Fatima Mardini Frandoloso
Se bem me lembro, Fatima Mardini j√° era talentosa na arte da escrita desde o tempo em que curs√°vamos Jornalismo na PUC-RS, l√° por 1980. De l√° at√© inaugurar-se em livro solo foram d√©cadas de exerc√≠cio com o texto art√≠stico, conquistando em igual n√≠vel de excel√™ncia a cria√ß√£o do Conto, Poesia, Literatura Infantil, Pe√ßas teatrais ‚Äď e na cr√īnica, caso deste singular Quem roubou meus sonhos? Quarenta e oito textos que poderiam muito bem serem assinados por algum √≠cone da literatura b...
 Biografia
O Renascer de um Pr√≠ncipe - Henriques do Cerro Azul - Lol√ī Fonseca
Henriques do Cerro Azul (Jo√£o Henrique Serra Azul) foi advogado, escritor (poeta), cr√≠tico liter√°rio, enxadrista e Subprocurador-Geral da Rep√ļblica. Nasceu em Fortaleza/CE, na Rua Gon√ßalves Ledo, Aldeota. Seu registro de nascimento data de 4 de janeiro de 1936 e o falecimento, em Bras√≠lia, de 1¬ļ de maio de 2015. Suas principais obras s√£o: Sonetos e Poemas; Tr√Ęnsito On√≠rico; A Poesia dos Astros ou as Lendas do C√©u; Tr√Ęnsito C√≥smico; e P√©riplo do Pret√©rito. Em Concu...
 2016
 2015
101 ditos populares gabrielenses - Selmar Carbajal
Por muito tempo, com zelo artesanal e cuidado liter√°rio, o escritor Carbajal Borges teve o cuidado do ourives para chegar a estes 101 Ditos Populares Gabrielenses. Aqui vemos reunidos verdadeiras joias que nos levam a hil√°rias recorda√ß√Ķes, tipo: No tempo do balearam o Doca na asa!: Pessoa que tenta n√£o mostrar que est√° embriagado, tudo que fala, come√ßa a rir. E ditos mais contempor√Ęneas como No tempo da boazuda.: Mulher atraente de quadris largos que deixa os homens babando.No mais, divi...
A Sem√Ęntica da P√©tala - Ricardo Almeida
O inspirado, belo t√≠tulo ‚ÄúA sem√Ęntica da p√©tala‚ÄĚ reflete a suavidade, a ternura com que este livro, o sexto de Ricardo Almeida, foi escrito. Autor ecl√©tico, passeia com igual desenvoltura por diversos g√™neros da literatura; da poesia ao conto, da cr√īnica ao roteiro de cinema. Al√©m disso, este engenheiro civil √© tamb√©m prol√≠fico cantor e compositor. ‚ÄúA sem√Ęntica da p√©tala‚ÄĚ re√ļne cr√īnicas, muitas delas com como-vido teor autobiogr√°fico. Inclui o Elogio tecido ao patrono da ...
Amar ao invés de sofrer - Evandro Carneiro e Luciano Dorneles
O nascimento de Jesus marca o Ano Zero da Humanidade crist√£. O Messias vem salvar a todos pelo Amor e pelo Perd√£o. De outra parte, a Codifica√ß√£o Esp√≠rita, realizada em cinco publi-ca√ß√Ķes, entre 1857 e 1868, organizada e comentada por Alan Kardec, codifica a Doutrina Esp√≠rita ‚Äď trazendo a chance de reden√ß√£o ao ser humano, atrav√©s de um novo e justo proceder. Ao longo de mais de 150 anos, pelo mundo, Esp√≠ritos elevados trouxeram luzes √† Humanidade, atrav√©s ...
Anatomia de um certo cirurgi√£o - Pio Furtado
Se j√° no seu primeiro romance publicado, Neoplasia ‚Äď O homem e o peso de sua sombra, Pio Furtado demonstrava sua aptid√£o para a narrativa longa, oferecendo ao leitor a oportunidade de surpreender-se com o pungente relato em primeira pessoa de um cidad√£o que se depara com a dura realidade de saber-se v√≠tima deste leg√≠timo mal do s√©culo, corporificado no c√Ęncer, e que, com apreci√°vel dignidade, n√£o apenas enfrenta a terr√≠vel doen√ßa e os tratamentos prescritos por competentes m√©dicos...
Armas de Fogo & Autoproteção - Técnicas, Táticas e Procedimentos - Cleidson José Rocha Vasconcelos
Uma obra fascinante e de uma did√°tica incompar√°vel. O Autor aborda com a m√°xima clareza e compreens√£o o tema proposto. Um estudo sobre as armas de fogo e seu manuseio correto atrav√©s do emprego de t√©cnicas, t√°ticas e procedimentos para autoprote√ß√£o. A obra inicia descrevendo a hist√≥ria das armas, sua origem e classifica√ß√Ķes. Aborda com extrema clareza e riqueza de detalhes estudo sobre o movimento dos proj√©teis, suas esp√©cies e seu poder de parada. Tra√ßa um paralelo abordand...
As Cr√īnicas do C√©u e da Terra - Jadir Miranda Correa
As narrativas focalizando a eterna luta do Bem contra o Mal, desde as mais long√≠nquas eras, t√™m atra√≠do a aten√ß√£o da humanidade. Originalmente fundada na oralidade, fizeram a fama dos apreciados aedos gregos que, em pra√ßa p√ļblica ou em ambientes fechados, mas que acolhiam indiscrimi-nadamente a todos, encantavam as plateias com seus relatos sobre deuses e her√≥is em disputas que envolviam tanto a for√ßa f√≠sica, quanto a saga-cidade. Homero superou a todos seus contempor√Ęneos, constituin...
At√© o √ļltimo minuto - Albino Pazini
Marcelo √© um radialista apaixonado por futebol. Al√©m disso, conquista uma r√°dio local e seu pr√≥prio programa radiof√īnico. Tamb√©m um apaixonado pela vida, faz de cada dia uma batalha a completar-se na sua conquista final. Mais do que isso, tem um fato √©pico a nos narrar. At√© o √ļltimo minuto tem como pano de fundo algo que marcou a hist√≥ria do futebol brasileiro e, sobretudo, os gremistas que nunca esqueceram a famosa ‚Äė‚ÄėBatalha dos Aflitos‚Äô‚Äô. Nesse jogo √©pico, tentavasse...
Bicho Peludo - Carla Reverbel
O subt√≠tulo de Bicho Peludo nos anuncia: Um conto de fadas alem√£o. Verdade, por conter o sonho universal que nos leva habitualmente a aventuras fant√°sticas, sobrenaturais, quando n√£o de sustos e medos. Mas a leitura atenta de Bicho Peludo pode nos redirecionar a outros entendimentos, dentro do pr√≥prio entendimento fantasioso: Um conto cotidiano concreto, contem-por√Ęneo onde afloram sentimentos pouco nobres. Humanos, carregados de interesses pessoais, muitas vezes indignos. Esses sentiment...
Colhendo Sonhos - Larissa Graff
Sou de S√£o Gabriel e vivo h√° 42 anos em Porto Alegre, mas em nenhum momento me desliguei de minha querida terra natal. Naquele tempo eu tinha o tio Avelino e o Tio Saturno que cuidavam dos campos e das aguadas das lavouras de arroz em uma est√Ęncia, perto de Ros√°rio. Todos os anos, quando guri, eu ia passar as f√©rias l√°. Mesmo mo√ßo eu sentia as terr√≠veis dificuldades de quem cuida dos campos e lavouras dos outros ‚Äď nada sendo de seu. E, hoje, como Editor, h√° d√©cadas publicando e ...
Colunas estruturantes da família Cristã - Nelso Hahn Mazzurana
Colunas estruturantes da Fam√≠lia Crist√£ √© o novo e importante livro que o conhecido escritor e professor Nelso Hahn Mazzurana encontra para divulgar ao grande p√ļblico sua preocupada e inquieta mensagem de questionamentos sobre a situa√ß√£o humana e civil da educa√ß√£o brasileira. E mundial, por que n√£o?! Apresenta-nos mais do que inquieta√ß√Ķes. Sugere posturas educacionais que facilitam pais e educadores a tratarem com o devido zelo e cuidado os procedimentos dos filhos e alunos. Da socied...
Cores da Sombra - Renato Weber
Renato Weber parecia despretensioso ao publicar sua primeira novela O menino com 21 dedos, em 2012. S√≥ parecia, pois sabia, ou intu√≠a, que seu trabalho provocaria no leitor uma positiva repercuss√£o ‚Äď da√≠ a cobran√ßa da publica√ß√£o de uma segunda obra, a qual temos o prazer de apresentar: Cores da sombra. Um livro deveras inquietante, quase estarrecedor, mesmo que o autor prefira narrar, intencionalmente, de maneira quase singela. Cores da sombra joga luzes na vida de um pr√©-adolescente q...
Cortinas Sépia - Badu
N√£o se conquista facilmente o sucesso de publica√ß√Ķes sem chegar-se a um quinto livro, com qualidades, como √© o caso do Badu. Longo e √°rduo tem sido o percurso deste escritor, nascido e vivendo no interior ga√ļcho. Pequena, aconche-gante, quase um para√≠so terreno √© sua √Āgua Santa ‚Äď mas com a universalidade com que Tolstoi j√° afirmava: ‚ÄúCanta tua aldeia e cantar√°s o mundo.‚ÄĚ Cortinas s√©pia descortina, em verdade, a hist√≥ria de um menino que nem nome necessita. Ou como o pr√≥prio a...
Drogadi√ß√£o - Alertas para os pais n√£o serem os √ļltimos a saberem - Nelso Hahn Mazzurana
A droga √© uma droga! A verdade desta frase, mais do que escrita em todos os lugares poss√≠veis do mundo, para que todos lessem, deveria estar escrita em nossas mentes, como o maior alerta a quem tem curiosidade em provar de t√£o diab√≥lico mal. Mas, tamb√©m, devemos entender a quem caiu nessa rede mal√©fica ‚Äď ajudar aos envolvidos, com amor, compreens√£o e tratamento adequado ‚Äď, a sair deste nefasto e perigoso po√ßo. E ningu√©m melhor para tratar de t√£o importante assunto do que o...
Era uma vez em dezembro - Pedro Stiehl
Em Pedro Stiehl encontramos duas importantes singularidades: A primeira √© a abrang√™ncia de sua palavra, de seu verbo, seja na literatura infanto-juvenil, no livro Vida fora da gangue; na poesia, em Brevi√°rio profano e O livro das fraquezas humanas; no romance, em B√°rbaros no para√≠so; e contos, em Raps√≥dia em Berlim ‚Äď e a singularidade maior: o talento marcante em cada um destes g√™neros. Algo t√£o raro quanto uma voz ser perfeita em todos os ritmos.
Leia mais >>
Lendas de Fronteiras - Orli Costa
‚ÄúEm Lendas de Fronteiras busco viajar por infinitas fronteiras, que tanto podem ser geogr√°ficas ou imagin√°rias, passando por fatos e situa√ß√Ķes da inf√Ęncia e do dia-a-dia, ficcionais ou n√£o.‚ÄĚ Estas s√£o palavras com que o reconhecido poeta e prosador Orli Costa nos define sua obra em dois dedos de prosa. Eu diria mais: Este volume nos conduz aos limites poss√≠veis que separam (ou unem?) realidade e fic√ß√£o. O menino nascido nos confins dos campos ga√ļchos ouve, incr√©dulo, falar em...
Madrugada de Sonhos - Olinto Vargas
Olinto Vargas n√£o √© ‚Äúmarinheiro de primeira viagem‚ÄĚ nessa tarefa de escrever/publicar livros. Bem pelo contr√°rio. Este que o leitor agora l√™ j√° √© a quinta publica√ß√£o deste poeta que se notabiliza por uma linguagem bem coloquial em que vai tematizando os assuntos de uma realidade vivenciada, ora com extremo bom humor, divertindo-se e divertindo o leitor com versos em que salta aos olhos, tra√ßos da triste realidade brasileira, como naquele em que fala da ‚Äúmuamba na cueca‚ÄĚ, ou mai...
Memória e Lembrança - José Luiz Pons
J√° faz um bom tempo que acompanho o despertar da poesia em Jos√© Lu√≠z Pons. No in√≠cio era como se fosse um menino a brincar com as rimas em textos po√©ticos plenos de sentimento e emo√ß√£o, dedicados a homenagear pessoas que adquiriram um significado especial e terno na vida do poeta. Depois veio a vis√£o po√©tica madura de ver o mundo atrav√©s do olhar sens√≠vel que o autor, generosamente, compartilha conosco em cada verso de seus poemas. √Č √≥timo poder encontrar agora toda a inspira√ß√£o e...
MEU FILHO TDAH e outros bichos - Inêz Ramos Crespo
Para um profissional, correr os 42 km de uma maratona em pouco mais de duas horas é um imenso esforço. Imagine uma família inteira zelar com extremos cuidados um familiar com TDAH (Transtorno do Déficit de Atenção com Hiperatividade); a mãe, sobretudo? O tempo todo. A vida toda! Agora não imagine. Conheça todo o esforço que demanda cuidar de um familiar TDAH. Amorosamente! Então veremos que o sacrifício de correr uma maratona é só um passeio. Esta é a experiência de vida que a ...
Municio de S√£o Jo√£o Batista de Camaqu√£ - Ricardo L√°zaro da Silva
Publicar um livro, maneira com que o escritor deixa impressa sabedorias e viv√™ncias ao longo de sua passagem terrena. Duas partes comp√Ķem essa magn√≠fica conquista: A escrita da obra e sua publica√ß√£o. Pois o escritor Ricardo L√°zaro da Silva cumpriu a primeira parte ‚Äď mas partiu antes de ver publicado o seu esfor√ßo intelectual; o segundo e fundamental passo coube √† sua zelosa fam√≠lia, a qual, amorosamente, possibilita que o livro deixe a gaveta e chegue √†s m√£os dos leitores, os quais...
O Bioma Pampa - Um pedido de socorro - Délio de Assis Brasil
Em minha vis√£o de editor e poeta, o livro, por si s√≥, √© uma entidade sagrada, quase uma divin-dade. E h√° obras que ultrapassam o prazer da leitura para serem refer√™ncias; estudos basilares a uma √©poca e a um povo. √Č o m√≠nimo o que se pode afirmar de O Bioma Pampa: Um pedido de socorro, pensado, vivenciado e escrito por D√©lio de Assis Brasil. Passar√£o gera√ß√Ķes, e esta obra continuar√° sendo consultada, educadora e exemplar que √©. Ensinamentos de necess√°ria preser-va√ß√£o ambiental. ...
O valor da amizade - Rodrigues Poeta
Rodrigues Poeta nos conta a hist√≥ria de Vida, uma formiguinha corajosa que re√ļne seus amiguinhos ‚Äď a aranha, a tartaruga, a borboleta ‚Äď para ajudarem o sapo Dinho que est√° em perigo. Perdido, precisa voltar para casa. Lutam contra os mosquitos que causam a Dengue, os ratos que causam a leptospirose, a cobra, de picada fatal. A aventura √© emocionante e reafirma o quanto a amizade entre todos os viventes do planeta pode ser positiva e fraterna. Vida e seus amigos - O valor da Amizade √©...
Os Doces de Abóbora - Alcir Nicolau Pereira
Este conto come√ßou quando minha filha Carla era muito pequena. Pedia que eu contasse hist√≥rias para ela dormir. Um dia, ao anoitecer, eu havia contado todas as hist√≥rias que conhecia: Chapeuzinho Vermelho, Lobo Mau e tantas outras de nossa literatura infantil. E ela insistia em n√£o querer dormir. Cansado, comecei a contar uma hist√≥ria inventada na hora. Fui dizendo, falando, inventando e surgiu a hist√≥ria dos DOCES DE AB√ďBORA. Carla, toda vez que eu encerrava a narrativa, solicitava...
Os Triunfos de Breno - Elma Sant¬īAna
Breno Ferreira dos Santos, filho de Jozu√© Machado dos Santos e de Darcina Maria Ferreira Leotte, nasceu em 04 de mar√ßo de 1926, na cidade de Porto Alegre. Em 1929, seus pais voltaram a morar em Porto Batista. Breno estava com tr√™s anos e teve uma inf√Ęncia igual aos meninos da sua idade. Com 11 anos, ajudava seu pai nas planta√ß√Ķes de mato, combatendo as pragas, formigas, tirando lenha dos matos, plantando mandioca e cuidando de uma pequena cria√ß√£o de gado. Aos 16 anos, tirava lenha d...
Quando a empresa se torna azul - Fabio Freitas Jacques
‚Äė‚ÄėTodas as empresas s√£o iguais, assim como todas as pessoas tamb√©m o s√£o‚ÄĚ. Partindo destes dois pressupostos, aparentemente simples e at√© mesmo √≥bvios, Fabio Freitas Jacques apresenta em Quando a empresa se torna azul, com incr√≠vel desenvoltura e fluidez, um modelo de gest√£o pr√°tico e de resultados surpreendentes. O texto, que prende o leitor desde o in√≠cio pela curiosidade, aborda aspectos nunca antes relacionados com a gest√£o empresarial, que tornam a leitura leve e bastante in...
Qu√Ęntica - Um paradoxo causal - Marcos Folharini
Qu√Ęntica - Um paradoxo causal trata do choque de vis√Ķes do mundo, mas n√£o haver√° golpes e tampouco mortos, pelo contr√°rio. A t√īnica principal ser√° o entendi-mento da f√≠sica qu√Ęntica, amparada pela consci√™ncia do ser e seus des√≠gnios de possibilidades. Ter√° como desejo intr√≠nseco unir ci√™ncia e espiritualidade; entendendo que uma n√£o vive sem a outra. E mostrar o qu√£o importante √© o indiv√≠duo nesta vis√£o pluralizada da realidade. Faremos uma viagem incr√≠vel atrav√©s da E...
Sabedorias do Viver - Aneli Laipelt Radici
‚ÄúH√° dias, que perdemos espa√ßo no palco da vida, por deixarmos as cortinas fechadas. H√° dias, que a dor se mant√©m no peito escondida, apenas dando flechadas. Mas h√° dias, que a vida multiplica alegrias e sorrimos por nada. Porque h√° dias, que a for√ßa da vida tudo simplifica, mostrando o sentido, da nossa jornada. Sil√™ncio Amigo, Aneli Radici‚ÄĚ
Sem fronteiras - Ozilia da Silva Bonatto
Uma hist√≥ria do mais absoluto encantamento √© o que se pode afirmar ap√≥s a leitura de Sem Fronteiras. E n√£o apenas encantamento infantil ‚Äď Ozilia da Silva Bonatto tem o dom e os dotes de igualmente fazer com que os leitores adultos comovam-se e emocionem-se a cada p√°gina ‚Äď todas belamente acompanhadas de significativas ilustra√ß√Ķes, al√©m das fotos que enriquecem a hist√≥ria. Aqui temos todos os componentes e os requisitos para um marcante livro, a come√ßar pelo te...
Sou Luz! Sou Cor! - Simone Bilhalva
​As cores ‚Äúest√£o posicionadas‚ÄĚ em todo o universo harmoniosamente vibrantes inspirando o homem em todas as √°reas com seus efeitos, harmonia e temperatura, impregnadas de simbologia e significado! Elas, as cores, s√≥ querem ser usadas!!! E, nesta obra, al√©m de se apropriar das cores por todas as p√°ginas que sempre reservam espa√ßos a espera da expectative colorida do leitor (artista) entregue a divertida e estimulante tarefa de distribuir cor por a√≠ dando mais cor a vida em uma ...
Sussurros de Vida - Marília Brandão
Mais do que Sussurros, neste segunda obra de Mar√≠lia Brand√£o, aqui encontramos Gritos. Gritos po√©ticos, por vezes o mais doces poss√≠veis; por vezes doloridos tristezas pela perda da felicidade; sonhos nos v√™m cobrar suas realiza√ß√Ķes. E isso tudo em forma de verso, express√£o maior com que a poeta a todos n√≥s brinda em ta√ßas de champanhe franc√™s, borbulhantes textos, inspirados e inspiradores. Quem conhece esta poeta sabe de toda sua potencialidade art√≠stica, igualmente como compo-si...
Touros, homens e ossos - Paulo Silveira
Como alguém já definiu, o conto é a arte das três unidades: unidade de assunto, unidade de pessoa, unidade de tempo. Daí sua simplicidade. Daí seu desafio para quem se atreve a trabalhá-lo. A simplicidade, entenda-se, não é mais do que aparência, porquanto na verdade as exigências que ele apresenta para garantir um bom resultado não são pequenas e, muito menos, singelas. Um conto sustenta-se da novidade que provoca no leitor (ouvinte) aquele gosto de algo ainda não provado, de algo...
Ver desbotar o verde do mundo azul - Cristiane Soares
Ver desbotar o verde do mundo azul √© um livro breve, mas com o poder da grandiloqu√™ncia. Mais do que fala, grita. Aqui passo a palavra para Cristiane Soares. Melhor ouvi-la, ou l√™-la, do que falar sobre ela e sua bela poesia. Que belo seu verso, sentimento t√£o √≠ntimo tomando as ruas, o mundo... nominando os amores, as coisas mais improv√°veis. Prov√°vel √© que clamem Poeta. (Assim, em mai√ļscula e em negrito.) Porque tua escrita √© grande, diferente de tanto o que se v√™ a√≠. Pois senti...
Vida e seus amigos 3 - Uma Prova de Amizade - Rodrigues Poeta
Rodrigues Poeta ‚Äď al√©m de criador de lindos versos ‚Äď √©, tamb√©m, escritor de belas hist√≥rias para o mundo infanto-juvenil, lugar onde habitam os lindos sonhos e as fantasias que a gente leva vida afora. Seu livro inaugural, Vida e seus Amigos - O valor da amizade, mereceu uma segunda edi√ß√£o. O volume dois da trilogia, Vida e seus Amigos - O resgate do Rei, inclusive foi adotado em escolas do Rio de Janeiro. Este terceiro volume ‚Äď Vida e seus Amigos - Uma prova de amizade ‚Äď mer...
Vida interior - José Morais
Ao trazer √† luz da publica√ß√£o esta enriquecedora obra espiritualista, sobretudo crist√£, Vida Interior - Reflex√Ķes construtivas, o escritor Jos√© Morais Ferreira, mostra o quanto a espiritualidade pode contribuir para o crescimento do ser humano, tornando-o melhor. Dessa maneira temos aqui, positivamente estabelecidos, alguns preceitos da transformadora doutrina esp√≠rita, fundamentada no perd√£o, no amor ao inimigo e, sobretudo, um caminhar do Homem para a constru√ß√£o do procedimento √©tic...
 2014
A √ďleo Nu - Maria de Jesus Monteiro
Chego em casa e encontro o manuscrito com os contos de Maria de Jesus Monteiro. Na primeira p√°gina, em letra bem tra√ßada, o convite: Para ti, meu querido amigo, certa que teu nome dar√° um brilho especial a este livro. N√£o seria necess√°rio, querida Maria, porque, desde a primeira aula de oficina liter√°ria, que te dei h√° alguns anos, senti em mim o brilho da tua luz pr√≥pria. Como professor, sempre confiei em ti. Como colega escritor, confio cada vez mais. Ga√ļcha adotiva, para orgulho noss...
A via crucis de um poeta sem nome - Raimundo Fontenele
A obra liter√°ria de Raimundo Fontenele n√£o se constitui de in√ļmeros livros, mas o conjunto de textos que ele assina o imp√Ķe como uma das mais expressivas refer√™ncias da poesia maranhense escrita a partir da d√©cada de 1970 aos dias atuais. Irreverente, ousado, trans-gressor, n√£o √© um poeta de concess√Ķes, louvores, marca quase comum de in√ļmeros escritores que tanto enver-gonham a classe, nesta prov√≠ncia. A mediocridade sempre carrega consigo esse estigma maldito. A po√©tica de R...
Arte de montar & domar - Ruy Vilanova Torres
Ruy Vilanova Torres, cavaleiro e cavalheiro, somam-se em um homem encantado por cavalos. Com que elogio maior se poderia homenagear uma pessoa com um cora√ß√£o t√£o cavalariano? T√£o humano! Por isso todo destaque lhe ser√° sempre merecido. Mais do que um escritor aqui temos um poeta da doma racional, onde o animal √© um ser conquistado como amigo e parceiro, n√£o como s√ļdito ou escravo. Arte de montar & domar √© um livro absolutamente com-pleto, rico, esclarecedor, dos melhore...
Contos de Risos e Horrores - Alcir Nicolau Pereira e Fernanda Garcia Pereira
Em Contos de Risos e Horrores, temos narrativas bem singulares onde o vov√ī Alcir escreve lado a lado com sua neta Fernanda. S√£o gera√ß√Ķes que se somam, tendo como grande liga√ß√£o a literatura, o amor pelas palavras, o encanto que as hist√≥rias provocam, a paix√£o herdada e constru√≠da no conv√≠vio familiar. Os risos se misturam aos horrores provocados pela escritura leve e din√Ęmica, pela constru√ß√£o de enredos √†s vezes c√īmicos, √†s vezes horripilantes, mas todos com elementos que encant...
De Seminarista a Andarilho ‚Äď Uma janela no tempo - Lourdes Borges
Da obra inaugural de Lourdes Borges pode-se elencar uma por√ß√£o de virtudes. A principal √© o talento com que narra cap√≠tulo a cap√≠tulo dos dezesseis, mantendo o leitor viva-mente interessado. Desencadeamento que a cada parte soma-se √† seguinte, em crescente tens√£o. Outro acerto √© a linguagem ‚Äď l√≠mpida que a denuncia veterana marinheira, j√° tendo expe-ri√™ncia em outras publica√ß√Ķes de modo coletivo. Destaque-se, igual-mente, a li√ß√£o de vida que a novela oferece, emprestada pela es...
Feres - Os góticos - Mário Amaral Teixeira
M√°rio Amaral Teixeira nasceu em Porto Alegre, em 15 de novembro de 1969. √Č autor de 10 livros dos g√™neros romance-policial, cr√īnicas, contos e infantis. Atua de forma efetiva no incentivo √† leitura em escolas, feiras e demais eventos liter√°rios desde que ingressou na carreira de escritor em 2000. Contribui como Blogueiro dos jornais Zero Hora e Di√°rio Ga√ļcho desde 2010 no caderno Mais Canoas. Seus romances policiais colheram grande √™xito junto ao p√ļblico adolescente. In√ļmeros trabalho...
Garoto Boação - Mário Amaral Teixeira
Há tempos os professores me solicitavam a escrita de um livro infantil. O fato é que vinham outros projetos e eu o adiava para mais tarde. Certo dia, quando retornava de uma viagem onde participei da Feira do Livro de uma cidade do Interior, comecei a pensar sobre o comentário persistente de pais, professores, cidadãos, sobre a inversão de valores na sociedade atual. Imediatamente construí um personagem e dei-lhe o nome de Boação. Um menino que se preocupa em relacionar-se bem com a fam...
Jo√£o Seco - O menino que n√£o gostava de √°gua - Silvia Caminha
Lentes e Pincéis - Carlito Bicca
Pintar também é viajar através de tintas e pincéis.
Livros em Ação - Mário Amaral Teixeira
Você é capaz de imaginar quantas belas histórias tem em nossas páginas? Que tal ir agora mesmo à biblioteca da escola buscar mais um livrinho para ler? O quê? Você ainda não é sócio(a) da biblioteca? Então trate de associar-se logo. A leitura é fundamental para o estudante. E não se esqueça de doar livrinhos. Tenho certeza de que os coleguinhas adorarão ler as historinhas. No entanto, lembre-se de colocar em letras grandes o seu nome, série e o ano. Assim, os colegui...
Memórias, Sabores e Aromas - Maria Izabel Guimarães Scalco
Um livro para ser saboreado com a alma. √Č assim esta produ√ß√£o que Maria Izabel Scalco nos oferece ap√≥s incans√°vel busca por hist√≥rias de fam√≠lias e suas diletas receitas. Nestas p√°ginas encontram-se os ingredientes que fizeram e fazem dos pratos por√ß√Ķes generosas de afeto e fraternidade. Mais que receitas: quase segredos. As narrativas aqui presentes falam sobre a gastronomia local e a influ√™ncia de diversas etnias, prefer√™ncias, experimentos. Trazem de volta o passado, em fum...
Meu nome é Anita - Suzana Saldanha e Elma Sant'Ana
√Č reverenciada no Brasil e na It√°lia e merece a fama que tem. Seu nome integra o Pante√£o da P√°tria e da Liberdade, em Bras√≠lia, no Livro dos Her√≥is da P√°tria, desde 30 de abril de 2012. ANITA saiu da Hist√≥ria para dar nome a ruas, pra√ßas, escolas, museus, centro de tradi√ß√Ķes, piquetes de cavalaria, monumentos. Poesia, cinema, pintura, teatro (com certeza muitas `anitas` j√° foram para os palcos ‚Äď mon√≥logos ou n√£o), se inspiram na figura de Anita.
Mãos à obra - Histórias de vida do empresário Lauro Carlos Fröhlich - Lauro Fröhlich
Os historiadores, em geral, recons-tituem as grandes evolu√ß√Ķes sociais e econ√īmicas na idealiza√ß√£o da figura de generais libertadores, vestidos em uniformes engalanados, montados em cavalos fogosos e armados de espadas cintilantes. Ou, ent√£o, no enaltecimento de pol√≠ticos carism√°ticos, vestidos com trajes formais e brandindo sua voz vigorosa em discursos inflamados. Essas figuras manejaram ex√©rcitos e multid√Ķes por caminhos que, repletos de vit√≥rias e derrotas, conduziram muitas na√ß√...
MEL a Mil - Mariza Estela Leal
A leitura de MEL a Mil, de Mariza Estela Leal, nos imp√Ķe uma forte e agrad√°vel d√ļvida: Mais impressionante e admir√°vel √© a poesia de Mariza ou ela pr√≥pria? Seus poemas encantados, de um lado; Do outro uma bela bruxa, fada, ilusionista, poeta, mulher. Em verdade s√£o magias que se complementam ao longo da obra. Sentimentos que v√£o se organizando no livro pelo passar dos anos na caminhada da autora. Nas oito partes tem√°ticas do livro ‚Äď como Amor, Desamor, Vida, Natureza, Congra√ßamento,...
Mem√≥rias de Z√© Terra - O tropeiro do litoral - Elma Sant¬īAna
‚ÄúTr√™s coisas me levaram a vencer na vida: a idade, a for√ßa de vontade e a necessidade‚ÄĚ. ‚ÄúTudo na vida para se prosperar: n√≥s precisamos de trabalho, dedica√ß√£o e realiza√ß√£o‚ÄĚ. ‚ÄúA hist√≥ria quando √© verdadeira, √© como as p√©talas das rosas que o vento se encarrega de levar‚ÄĚ. ‚ÄúO cavalo que trabalhava √† noite, n√£o trabalhava de dia. Escolh√≠amos os melhores cavalos para a ronda da noite. Quando a tropa estourava, n√£o se procurava ‚Äėatravessar‚Äô o cavalo para segu...
Minha fachada predileta - José Alberto de Souza
Afirmar que José Alberto de Souza é um escritor memorialista é o mínimo de elogioso que se pode concluir após a leitura ininterrupta de Minha fachada predileta. Aqui o autor torna-se memória viva de seu tempo. E mais. Esta publicação nos garante o registro histórico de uma época memorável do Rio Grande do Sul, tal sua abrangência temática. Os 37 textos nos autorizam que se pense, agra-decidos, assim. José Alberto passeia seu saber literário e humano por quase 100 páginas. Ensina...
Novos rumos - Poemas e Cr√īnicas - L√ļcia Lms
Novos rumos - Poemas e Cr√īnicas √© um livro sincero, repleto de mensagens de esperan√ßa, luz, f√©, amor a se expandir como belas flores nos cora√ß√Ķes. Emotiva e convincente, L√ļcia-Lms encanta por seus poemas e prosa que vislumbram uma paz a ser buscada por todos os seres. Com tonalidades espirituais nos guia em caminhos de otimismo e perseveran√ßa que nos impulsionam a seguir em frente, apesar dos obst√°culos: Quando tudo parece estar perdido, em meio √† escurid√£o que nos acompanha...
Ol√°, Vida! - Fernanda Pinto
Fernanda Pinto nos oferece em suas cr√īnicas, h√° o acr√©scimo de, digamos, quase pensar por n√≥s. Assuntos do seu cotidiano assemelham-se aos nossos. Vidas, por mais distintas que se apresentem, quando ligamos tev√™, r√°dio, ou abrimos portas ou janelas √†s ruas, o mundo est√° ali, face a face. Globalizado. H√° muita semelhan√ßa. Por isso a impress√£o de que Ol√°, Vida! - Sons que nos fazem bem & outras cr√īnicas foi escrito para n√≥s. Vestimos cada p√°gina, cada cr√īnica, o livro todo. E nos...
Oly Alves de Medeiros - Vida e obra - Haydée Therezinha Canani Medeiros
Dr. Oly Alves de Medeiros representou o que a maioria das pessoas gostaria de ser. Um homem corajoso, íntegro, dotado de uma imensa paixão pela vida e pelas pessoas, cuja existência desperta em nós a vontade de mudar, de recomeçar, de recuperar os sentimentos de humanidade e solidariedade tão esquecidos nos dias de hoje. Com maestria e sensibilidade, a esposa e musa do biografado, Haydée Therezinha Canani Medeiros, sabiamente deu vida a cada página do livro. Fotos, palavras e imagens...
Perpétua e o mistério das sombras - Murilo Penha Ceolin
Talvez estejamos testemunhando, com o lan√ßamento desta novela juvenil Perp√©tua e o mist√©rio das sombras, o surgimento de um grande escritor, que o futuro confirmar√° (ou n√£o). Isso porque muitas s√£o as carreiras, os caminhos, as veredas que desviam jovens voca√ß√Ķes de seus verdadeiros destinos. E n√£o se cumpre o c√≠rculo, a etapa de crescimento e matura√ß√£o em que s√£o forjados os grandes artistas. Oxal√°, Murilo Ceolin, o jovem talento de quem falo, confirme tudo o que este seu livro d...
P√©rolas da minh¬īalma - M√°rcia da Silva Ramos
Os livros, nossos eternos amigos... Por interm√©dio deles, viajamos para mundos desconhecidos, penetramos no imagin√°rio, ultrapassamos as barreiras da dist√Ęncia, compartilhamos nossos sonhos mais √≠ntimos, libertamo-nos dos temores interiores, esquecemos que o tempo existe e embrenhamo-nos pelos caminhos da sabedoria. Estamos falando dos nossos velhos e eternos amigos: Os livros! S√£o eles que nos fazem companhia nas noites de solid√£o, secam as nossas l√°grimas quando somos movi...
Preço de venda e custos na empresa comercial - Alfredo Ricardo Melo Bischoff
A introdu√ß√£o do regime de substitui√ß√£o tribut√°ria do ICMS, ocasiou mudan√ßas importantes no tratamento dos custos das mercadorias e na gest√£o de pre√ßos de vendas pelas empresas em geral. No in√≠cio houve muitas d√ļvidas, as quais com o aux√≠lio dos Contadores, com consultas √†s Secretarias de Fazenda, com palestras ministradas pelas pr√≥prias Secretarias, com a√ß√Ķes tamb√©m de entidades associativas de empresas, foram sendo resolvidas. A concentra√ß√£o inicial da solu√ß√£o de prob...
Psiu Professor! - Cl√°udio de Musacchio
Esta obra mostra como professores em todos os n√≠veis de educa√ß√£o podem promover a interdisciplinaridade e pesquisas cient√≠ficas em sala de aula , melhorando substancialmente a qualidade do ensino e da educa√ß√£o que se deseja para o s√©culo XXI. Ensina como construir textos t√©cnicos de projetos de pesqui sas , at rav√©s das normativas da Associa√ß√£o Brasileira de Normas T√©cnicas ‚Äď ABNT, e tamb√©m mostra como construir artigos cient√≠ficos e as informa√ß√Ķes necess√°rias para encaminhar ...
Quando caem as flores no outono - Pablo Gabriel Ribeiro Danielli
As flores que caem no outono de Pablo Gabriel Ribeiro Danielli deveriam cair como estágio de vida, mas também buscam multiplicar-se em cores o ano inteiro. Como a Poesia, o propósito de renovação somente os poetas têm a exata medida. E ao longo da obra desnudam-se 91 poemas em prosa e verso, tematizados em vários prismas, eivados de sentimentos bons, como, enfim, deve ser o propósito humano. Muito mais vertido do Poeta. E temos ótimos exemplos onde a arte poética se concretiza plenam...
Quando o sol se p√Ķe - Sonia Marli da Rosa Ferreira
Diz-se que a Poesia √© a arte da juventude e, a Prosa, da maturidade. Meia verdade. Pode-se ser bom poeta quando ainda mo√ßo, apesar de incomum; e a maturidade, apenas, n√£o assegura qualidade alguma. Mas Sonia Marli da Rosa Ferreira mostrou-se boa poeta nas primeiras publica√ß√Ķes e agora ensaia-se bem na prosa mostrada em seu sexto livro ‚ÄúQuando o sol se p√Ķe‚ÄĚ. Os contos, cada qual com uma hero√≠na, ou nem t√£o ‚Äď Helena, Paula, Jana√≠na, L√ļcia, Marcela e outras tantas ‚Äď desfilam aven...
Recordar é viver - Nelsi Prestes de Matos
Hist√≥rias comuns, sentimentos gigantes. Observa-se na poesia de Nelsi Prestes de Matos neste Recordar √© viver um lirismo na forma simples de contar desejos cotidianos que se enquadram no retrato do ‚Äúgente como a gente‚ÄĚ. Teores que refletem sensi-bilidade, religiosidade, consci√™ncia social, as rela√ß√Ķes familiares, e v√£o at√© um poema sobre o governo de Get√ļlio Vargas e suas lutas. Nelsi tamb√©m busca em versos compreender os anseios femininos, como em Alma de mulher: ‚ÄúNada mais con...
Senhor do tempo - Enio Albuquerque
Dois desconhecidos e, entre eles, um caudal de hist√≥rias. O primeiro, funcion√°rio p√ļblico, gordo, celibat√°rio, criado por uma tia solteirona, caminha na Pra√ßa da Matriz a conselho m√©dico. Essa vida sem gra√ßa modifica-se, radi-calmente, ap√≥s um encontro, no trajeto di√°rio, com um estranho personagem, vestido como se pertencesse a outra √©poca, sentado em um banco em frente √† Catedral e disposto a narrar, sem pressa, fatos ocorridos na cidade e em v√°rios locais do mundo. Qual uma impro...
Sentido de vida - Organizadoras: Lilian Zieger Joanne Maluf Maura Helena Gomes Rosane Zimmer T√Ęmara Canabarro
Em um mundo de transforma√ß√Ķes r√°pidas, de ac√ļmulo de informa√ß√£o, de amplia√ß√£o das fronteiras do conhecimento, de transforma√ß√£o tecnol√≥gica, de espa√ßos sociais e educacionais ressignificados e configura√ß√Ķes de novas subje-tividades, educadores, soci√≥logos, fil√≥sofos, psic√≥logos, pedagogos e psicopedagogos perguntam-se pelo sentido de vida e suas constitui√ß√Ķes. O livro Sentido de vida: Educa√ß√£o, vem contribuir com essa discuss√£o com diferentes abordagens te√≥ricas, com o res...
Tristezas por borboletas - Marcos de Oliveira
Poucas luzes s√£o t√£o nobres e comoventes qual a luz da Poesia. Ao pr√≥prio poeta - maravilha semelhante somente √† musa - raz√£o dos versos e da pr√≥pria exist√™ncia do ser poeta. Al√©m disso, √† arte versejada, importa a felicidade geral. Pudesse, cada verso seu gestaria um para√≠so e ofereceria a cada humano. B√ļssola a nortear os olhares sombreados. Sempre atento √† vida tamb√©m encontra inspira√ß√£o para saudar outro memor√°vel poeta, Marcos de Oliveira escreve: Quem sabe depois da certe...
Uma árvore no céu - Marcelo Allgayer Canto
Há uns bons tempos Marcelo Allgayer Canto vem desnudando sua poesia ao mundo. Começou com Versos que a alma canta, publicação Alcance em 2010. Reafirma neste Uma árvore no céu o que iniciara com talento. Verdade que seu estilo é o do despojamento do requinte esti-lístico, o que igualmente pode ser dispensável, pois emoção é o que não falta em seus textos: O amor veio para mim. / Como de supetão, sem consentimento, / Mas foi tranquilo, foi no verão... / Quente como o sol. O poeta...
Uma vida num instante - Jaime Lopes Izquierdo
Diz-se que a Poesia √© a arte dos arroubos da juventude e a prosa a calma arte da maturidade. Pois Jaime Izquierdo mostra-se absolutamente maduro em ambos os √Ęngulos da dif√≠cil arte liter√°ria. Coloca Prosa e Poesia na mesma p√°gina, no mesmo livro e manda que tome o rumo do mundo. E sua obra invade-nos de encantos que somente os que dominam a palavra chegam a tanto. E com tanta emo√ß√£o capaz de alterar-nos a press√£o card√≠aca, fazendo a vida pulsar mais forte. Uma vida num instante, em ve...
Viajando na maior - Dicas e pr√°ticas para viver bem e viajar melhor - Neiva Santos Silva
Viajar é um dos maiores prazeres que podemos ter em nossas existências. Flanar ao sabor dos ventos apreciando paisagens e locais aonde a história se faz presente e ilumina os olhos e as mentes. Apreciar a arte, a cultura, a gastronomia, conquistar novas amizades. Mas devemos estar preparados para este momento tão marcante para não sermos surpreendidos. E neste Viajando na maior - Dicas e práticas para viver bem e viajar melhor, de Neiva Santos Silva, temos dicas importantes para pessoas de...
 2011
A jornada do bebê - Guia da gravidez semana a semana - Raul Moreira Neto
Dr. Raul Moreira Neto √© experimentado M√©dico com especializa√ß√£o em ultrassonografia geral e obst√©trica, al√©m de escritor. Todo seu saber t√©cnico, profissional e humano √© destacado com a exitosa publica√ß√£o de A jornada do beb√™ - Guia da gravidez, semana a semana. Sua perfeita vis√£o m√©dica oferece ao mundo das m√£es que se preparam a essa nova conquista um manual de comportamento para se preparar e receber uma nova vida, de rara import√Ęncia. Atesta seu profissionalismo o prefaciado...
A turma B - Jovens contra o Bullying - Renato Domingos Laserra
Eis que temos em mãos um livro de extrema utilidade. Não apenas para o estudantado, mas igualmente para os pais e sociedade em geral. Temos observado no mundo o grande avanço deste malefício. Acredito que há muito vem acontecendo, mas somente agora, pela gravidade dos horrores do Bullying, a sociedade despertou. E reage. Inclusive nos Estados Unidos grandes campanhas estão em andamento buscando conscientizar a todos sobre o problema. As vítimas deste preconceito sofrem ataques físicos,...
A volta por cima - Jairo Luis Santos da Rosa
A volta por cima conta a trajet√≥ria de Jairo, homem simples que enfrenta as adversidades da vida, ora com resigna√ß√£o, ora com a for√ßa peculiar aos que t√™m suas a√ß√Ķes dirigidas pela f√©. A hist√≥ria de Jairo se confunde com a hist√≥ria da cidade de Porto Alegre. O gas√īmetro, as ruas do centro da cidade e seus personagens est√£o presentes na narrativa forte e cheia de uma verdade aguda. A volta por cima perpassa a linha do tempo, descortinando aos olhos do leitor a realidade de um ho...
Amores - Raimundo Fontenele
Raimundo Fontenele é poeta acima da poesia, sobretudo o que em geral se escreve por este mundão de Deus. De Deus, não. Dos diabos, no plural, pois é o que o ser humano tem apresentado ao longo de sua história. Escrevi num poema: Ruminar os dias / sem engolir nem vomitar. A vida, a poesia, a rebelião, o ser, ficam trancados na garganta. Faltam ar e dignidade, roubados pelos corruptos desse país: da merenda escolar às contas nos paraísos fiscais. Fontenele faz melhor que todos nós, mesm...
Autopesquisologia - Sonia Cerato
APRESENTA√á√ÉO PREZADO (A) AUTOPESQUISADOR (A) E COLEGA EVOLUTIVO(A) Direitos. Os direitos evolutivos s√£o os mesmos para todos n√≥s. Assist√™ncia. Todos n√≥s viemos ao mundo para assistirmos uns aos outros e sermos felizes. Inexiste miss√£o ou programa√ß√£o de vida para o sofrimento, a depend√™ncia ou a subjuga√ß√£o de qualquer natureza. Decis√£o. O que decidimos fazer nos momentos de sucesso ou de crise depende sempre da forma como encaramos a vida e nos relacionamos com os demais. Em ess√...
Blefaroespasmo e bloqueio cervical simpático - Ricardo Mörschbächer
Este trabalho foi a primeira tentativa para tentar explicar uma possível etiologia para o blefaroespasmo essencial benigno. Esta doença não é essecial, propondo o autor um mecanismo etiológico. Além disto tampouco é benigno pois pode provocar cegueira funcional em muitos pacientes.
Catador de momentos - Alberto Lisboa Cohen
H√°, na vida, os que catam dramas, aventuras, sortil√©gios . E, para sorte da literatura, h√° os que catam momentos puramente po√©ticos. √Č o louvavel caso do consagrado poeta paraense Alberto Cohen. Mais do que buscar estes momentos m√°gicos, ele os apresenta a n√≥s, seus privilegiados leitores: S√≥, enfm, como um n√°ufrago sem ilha e como Deus deve ser s√≥ no meio das estrelas. Era o s√≥ dos s√≥s, inteiro, indivis√≠vel, sem paradigmas, o cavaleiro andante da individualidade. A√≠ viu a s...
Celebração à vida - Verticalizando sentimentos - Neiva Rosane Barcelos da Silva
Neiva Rosane Barcelos sempre esteve atenta e emocio-nada com desenrolar-se dos dias de sua vida. Sobretudo pelo viés da emoção. Celebração à vida é o livro que é a própria autora, em carne, osso e vivência. Criadora e criatura são faces da mesma moeda, ajustam-se e emocionam-se com suas palavras. O material com que Neiva ergue sua obra literária é a força que colhe da vivência dos dias e dos seres. Seja em engenhosos acrósticos que homenageiam exemplares pessoas, em versos, e ...
Churrasco de Apartamento - Luis Rubin
Fosse um romance ou livro de poemas Churrasco de apartamento seria uma obra-prima liter√°ria. Em sendo um manual de como preparar o melhor churrasco em apartamento, ser√° um best-sellers singular√≠ssimo. Luis Alberto Rubin √© m√©dico experimentado, por isso mesmo valoriza a manuten√ß√£o do sabor inigual√°vel do churrasco, contornando os riscos perigosos do sobrepeso, com sugest√Ķes importantes e saud√°veis. √Ä carne seleta acrescenta parcerias de peixes, frutos do mar, frangos, frutas, sobre...
Continente Africano, o berço da humanidade - Gercy Ribeiro
Pref√°cio o come√ßo do Mundo o africano n√£o conhecia a escrita princi-palmente o livro talvez n√£o os criassem por n√£o terem a imagina-√ß√£o que mais tarde seriam importantes dentro do contesto cultu-ral e a grande import√Ęncia que s√£o na hist√≥ria desse Mundo. O africano sem ter registrado sua hist√≥ria nos deixou com a obriga√ß√£o de pesquis√°-los de forma orat√≥rio da mesma forma que os fizeram no come√ßo do Mundo. Talvez envol-vendo descendentes de certos Povos que na √©poca foram os que...
Coroa de Luzius - O mundo submisso - Elisete de Oliveira
Para privil√©gio e deleite dos que t√™m na literatura ficcional sua predile√ß√£o, por certo vibrar√£o com o romance de uma autora que surge decidida a tornar seu trabalho conhecido e consagrado: A jovem e talentosa Elisete de Oliveira. A Coroa de Luzius, mais do que um longo conto m√°gico, √© uma esp√©cie de narrativa contempor√Ęnea que tem encontrado no grande p√ļblico jovem uma acolhida consagradora. Um mundo m√°gico se abre em portais a novas experi√™ncias de vida. E melhor: fic√ß√£o e reali...
Cremação - Alto lá, cara pálida - Remy Antonio Pacheco
Crema√ß√£o ‚Äď Alto l√°, cara-p√°lida, √© um alerta, um chega, um basta na viol√™ncia que se vem cometendo, cada vez mais, por interesses desinformados. A crema√ß√£o √© um modismo que amplifica um conceito de desprezo e desapego. E finaliza: ‚ÄúTudo o que fizermos hoje nos ser√° creditado ou debitado no amanh√£.‚ÄĚ Rossyr Berny ‚Äď Editor
Escrito pra voc√™ - A din√Ęmica dos relacionamentos - Cris Manfro
Há muito tempo, o tempo todo, Cris Manfro vem aperfeiçoando-se na arte do trato da alma humana, dos procederes, enfrentamento de dificuldades do ser, sozinho, a dois ou em grupos sociais; busca aprimorar a si, à família, aos seus, aos outros, no dia a dia do atendimento em seu consultório, consagrada psico-terapeuta que é; escritora, tendo publicado com sucesso, entre outros, o livro Mulher. Do rosa bebê ao rosa choque. Qual é o seu tom? Enfim, cada passo seu, cada gesto, cada palavra, t...
Florência - Drama e Conquista - Norma Trespach
A bem da verdade, Dr. Jos√© Valda√≠ de Souza, reconhecido profissional da √°rea m√©dica, bem definiu no pref√°cio de Flor√™ncia: Drama e conquista ‚Äď toda a import√Ęncia que a consagrada escritora Norma Trespach aqui nos apresenta: ‚ÄúO ser humano nunca deve guardar em um cofre as suas perdas, poderes, sofrimentos e conquistas ‚Äď mas repartir com os outros; isso √© uma d√°diva inesquec√≠vel.‚ÄĚ N√£o √© de hoje que Norma Trespach nos surpreende, j√° nos brindara anteriormente com outros livr...
Heus√ī - Dem√īnios Cotidianos - Paulo Roberto Machado da Silveira
Paulo Silveira, talentoso contista, nos apresenta HEUS√Ē - Dem√īnios cotidianos, uma publica√ß√£o de gala. Este √© seu livro de estreia, mas j√° veterano na dif√≠cil arte de bem escrever. Antigo articulista de importantes jornais da regi√£o do Vale dos Sinos. Gra√ßas a isso temos em m√£os um romance de leitura obrigat√≥ria, tal a qualidade com que foi escrito. Maestria, arrojo, ousadia. Cada cap√≠tulo dos 37 que se vai somando ao livro √© uma nova pe√ßa da m√°quina perfeita que se mostra ao ...
Libertação do Sentir - Jacy Ramirez Victorino
Jacy Ramirez Victorino é um nome respeitável na artesania da Poesia Lírica no Rio Grande do Sul. E melhor sorte têm seus convivas da bela Uruguaiana, onde vive e esparge seus sentimentos poéticos e humanos. Mais admiração ainda merece de seus pares da respeitável Academia Uruguaianense de Letras. Rossyr Berny
Nossos primeiros poemas - Clair Edi Freitas
A professora Clair Freitas √© uma idealista incur√°vel. Eivada de profundo amor pelo que faz √© construtora de boas pontes, sobretudo quando do outro lado est√£o crian√ßas esten-dendo as m√£os ao saber ‚Äď necessitadas de luz e ternura. A√≠ ela se transforma tamb√©m em uma usina de for√ßas. Conseguiu juntar aos seus 14 outros sonhos: Meninas e meninos do 3¬ļ ano do Col√©gio Ataliba Rodrigues das Chagas, no cora√ß√£o do Cerro do Batovi, interior de S√£o Gabriel ‚Äď mas lugar aben√ßoado, onde...
Nós desfeitos de nós - Desafios - Iara Ladvig Budelon
Iara Ladvig Budelon n√£o precisou mais do que 46 li√ß√Ķes para colocar o leitor na universidade da vida. S√£o ensinamentos de profunda humanidade que geralmente nos passam despercebidos mas, uma vez atentos em suas palavras, toda bonan√ßa antecipa-se √†s tempestades; a claridade √†s sombras; o humano ao desumano. N√≥s desfeitos de N√≥s: Desafios come√ßa a brilhar pelo t√≠tulo, um achado. Os n√≥s que o ser humano permite que se fa√ßam por engano, mas somente o pr√≥prio ser pode desfaz√™-los. E a...
O coronel é o lobisomen e outras histórias mais misteriosas - Orli Costa
Orli Costa √© um grande contador de hist√≥rias. E a√≠ vai um grande elogio, pois o imorredouro Erico Verissimo tamb√©m assim gostava de ser identificado. Os dois t√™m em comum o dom√≠nio da palavra. Mais, da criatividade liter√°ria. Pois neste seu segundo livro publicado aprimora e amplia as qualidades anteriores apresentadas em Entre o √≥dio e a paix√£o - Revela√ß√Ķes, de 2008. A caminhar longe se come√ßa por caminhar perto, e a escrever bem se aprende pelo exerc√≠cio cont√≠nuo, desde que o esc...
O sil√™ncio e a escurid√£o - Luis W√ęlter
Luis W√ęlter, h√° anos vem navegando com seguran√ßa nos revoltos mares da literatura, √≥timo timoneiro que √©. Iniciou-se, em 2004, na poesia, com Paisagens vazias. Depois publicou Outono no Bom Fim (2005) e Princesa Moura (2006), duas belas novelas. Agora nos apresenta O Sil√™ncio e a Escurid√£o. Surpreende seus leitores com uma hist√≥ria ficcional da mais chocante realidade: o exterm√≠nio de milh√Ķes de judeus pelo preconceito ariano. Dramatiza o evento de profunda convuls√£o mundial na pele d...
O troglodita - Raimundo Fontenele
O poeta deve estar afinado com o seu tempo. Toque ele seja qual for o instrumento: harpa, lira, atabaque, bong√ī, viola paraguaia, guitarra flamenca, baixo el√©trico, picaque, serra el√©trica. Para um ouvido como o do Hermeto Paschoal tudo √© m√ļsica. Ali√°s, pra ele, o mundo √© t√£o somente uma nota musical. Fim de s√©culo, tudo em ru√≠nas: os bons costumes, a l√≠ngua, os pol√≠ticos, a moral dos gestores p√ļblicos, a cegueira mal intencionada da justi√ßa e de seus asseclas, tudo em ru√≠nas, me...
O valor da amizade - Rodrigues Poeta
Rodrigues Poeta nos conta a hist√≥ria de Vida, uma formiguinha corajosa que re√ļne seus amiguinhos ‚Äď a aranha, a tartaruga, a borboleta ‚Äď para ajudarem o sapo Dinho que est√° em perigo. Perdido, precisa voltar para casa. Lutam contra os mosquitos que causam a Dengue, os ratos que causam a leptospirose, a cobra, de picada fatal. A aventura √© emocionante e reafirma o quanto a amizade entre todos os viventes do planeta pode ser positiva e fraterna. Vida e seus amigos - O valor da Amizade √...
O verdugo de Deus - Djacyr Alves
A narrativa policial é um gênero que causa impacto e atração geral na literatura. Mas o autor precisa de maestria narrativa para que o encantamento leitor/leitura se estabeleça. Essa magia se realiza com pleno êxito em O Verdugo de Deus, de Djacyr Alves. Em um primeiro plano, a narrativa se desenvolve a partir do assassinato de uma jovem, filha de um homem famoso. Uma repórter faz a cobertura do fato e conhece o pai da moça. No decorrer da investigação sobre o crime, a trama faz com q...
Parteiras, benzedeiras e benzeduras - Elma Sant¬īAna
Elma Sant¬īAna faz de sua voz a voz forte das culturas tradicionais indispens√°veis, como das Parteiras e Benzedeiras. Muitos de n√≥s, mesmo nas capitais ‚Äď interioranos que viemos aos centros em busca de realiza√ß√Ķes ‚Äď fomos benzidos ou nascemos sob os zelos de uma parteira. Claro, cada vez menos, mas necess√°rio resgate das viv√™ncias dos povos √© o que faz a Elma, reunindo a mem√≥ria cultural em livros, como em Parteiras, Benzedeiras e Benzeduras. H√° muitos relatos de expe-ri√™ncias d...
Pétalas ao sabor dos ventos - Maria Calíope
P√©talas jogadas ao sabor dos ventos define exatamente a poeta e a pessoa Maria Cal√≠ope Rodrigues da Cunha Lima. √Č face e espelho, poema e poeta. Autodefini√ß√£o. O respirar da poeta Maria √© o mesmo de cada um dos poemas aqui reunidos. E mais. √Č uma sele√ß√£o em que a pr√≥pria autora realiza, inspira√ß√Ķes tomadas de seus livros anteriores: Mem√≥rias Po√©ticas de uma Ga√ļcha, O Amazonas e Minhas Vertentes Po√©ticas e Chuviscos Po√©ticos. Sua vida toda √© sua obra po√©tica. Ou o contr√°rio?...
Póstero - Maira Vicenzi Knop
P√≥stero √© toda posteridade, futuro, porvindouro ‚Äď louros que Maira Knop conquista √† sua admir√°vel obra po√©tica. Cada verso que planta √© uma colheita instant√Ęnea aos sentidos do leitor e ao mesmo tempo sombra frondosa da √°rvore-poesia, que √© este seu livro inaugural. Que mais caminhos caminhar se j√° no primeiro passo e primeira p√°gina se descortina uma obra madura? Isso √© dizer muito, mais ainda quando afirma-se que o primor po√©tico vem somente no palmilhar dos anos, das d√©cadas. ...
Prevalência do tracoma no Parque Indígena do Xingu - Ricardo Mörschbächer
Este trabalho além de mostrar a prevalência de tracoma entre a população xinguana, conta a história do Parque Indígena do Xingu, do tracoma e dos índios que aí vivem. Embora apresentando prevalência alta, o tracoma no Xingu não apresenta formas sequelares graves da doença (TT e CO).
Quando o c√©u madruga estrelas - Jos√© Ant√īnio Macedo
Quando o c√©u madruga estrelas ‚Äď mais do que um punhado ‚Äď √© m√£o cheia de profundas emo√ß√Ķes, brotadas em versos. √Č o para√≠so em palavras que nos encantam: poemas, poemetos & trovas. O mundo gabrielense √© um mundo universal, onde o poeta flutua, emociona-se e nos emociona, lembrando Quintana: (Barquinho de Papel). De tudo, guardo t√£o s√≥, / lembran√ßa que n√£o termina / do cais do porto da esquina, / bem junto √† velha cal√ßada... / E uma saudade, sem d√≥, / dentro do peito ancorada! ...
Ramos verdes misteriosos - Volume I - Attílio dos Santos Oliveira
Ramos verdes misteriosos - Volume II - Attílio dos Santos Oliveira
Neste 2¬ļ volume o autor teve o cuidado de colher os ensinamentos cient√≠ficos mais elementares, remanescentes da cultura tradicional estabelecida na educa√ß√£o dos pr√≠ncipes, desde Carlos Magno at√© as li√ß√Ķes dos cursos do ensino fundamental, por√©m que se tornam indispens√°veis relembrar para entender as tend√™ncias da evolu√ß√£o cient√≠fica no 3¬ļ mil√™nio, e a sua rela√ß√£o com as novas estruturas naturais, psicol√≥gicos e sociais, que se vislumbra no alvorecer deste novo s√©culo. Se...
Ramos verdes misteriosos - Volume III - Attílio dos Santos Oliveira
Neste 3¬ļ Volume o autor re√ļne fragmentos de v√°rias e consagradas obras de esoterismo em geral, de diversos autores l√≠deres do movimento ocultista do passado, mostrando que aquilo que √© tido como supersticioso tem um poss√≠vel fundo de verdade que √© preciso examinar sem desprezar ‚Äúa priori‚ÄĚ, como habitualmente se faz, pois tal conduta n√£o √© cient√≠fica, e dep√Ķe contra o objetivo das Universidades. Importa compreender, por√©m que este conhecimento exige uma disposi√ß√£o fiel √† dig...
Reflexo no espelho - Art. 1¬ļ da constitui√ß√£o do Reino do Pai - Pi√≥ca Salgado
Sabe-se que uma das primeiras necessidades humanas foi a cren√ßa em algo maior, bondosa e justa, ainda que nem sempre clara ou palp√°vel. Pois a f√© ao longo dos tempos tem sido o grande suporte da humanidade, algo capaz de somar-se a n√≥s como uma sa√≠da aos dramas cotidianos. Pois Pioca Salgado ‚Äď Advogada, escritora, tendo j√° publicado Todos Somos Herdeiros do Pai ‚Äď vem buscando explicar, a partir de profundos estudos b√≠blicos o desvelamento do que n√£o est√° na superf√≠cie das palavras...
Rei dos Bruxos - Carlos Renato Carvalho Moreira
Carlos Renato Carvalho Moreira soma-se a importantes escritores que buscam, em novos planetas, desenvolver sua criatividade narrativa. Em outras galáxias encontram os personagens para sua inventiva bem desenvolvida, onde a ação prende fortemente o leitor. O Rei dos Bruxos constrói-se através da premissa universal entre o bem e o mal, mas de uma maneira envolvente, com aventuras entre seres humanos e figuras fantásticas que somente o talento narrativo nos possibilita a verossimilhança; o...
Respingo de sonhos - Antonia Nery Vanti
As nove partes de Respingos de Sonhos s√£o nove partes de um corpo, uma joia cravejada por 161 diamantes, que √© cada poema deste livro. E inspira√ß√£o √© o que n√£o falta a cada p√°gina, a cada verso. Verso/poema, desaguadouro de emo√ß√Ķes, as mais √≠ntimas, puras, tocantes, ainda que fira: √Č na poesia / que vivo meus sonhos / mais loucos, / muitas vezes sem sentido / de um cora√ß√£o do√≠do, / sofrendo as dores / da solid√£o. (...) Onde tamb√©m a vida √© fonte inspiradora: Perco-me no labirint...
Serafim de Serafim - Jer√īnimo Jardim
Astro haragano Existem motivos para escrever tão numerosos como folhas numa floresta, mas só um motivo é aceitável e motivador: que seja uma boa história. Isto, sim, é difícil. Ninguém sabe como nasce uma boa história. Escritores não sabem. Críticos não sabem. Especialistas menos ainda. Às vezes uma boa história cai na nossa frente como um raio, às vezes passamos uma vida toda examinando-a, apalpando-a, desconfiando, temendo, e ela estava ali, a história, paciente, esperando s...
Sonetos de Nuance Livre - Ricardo José de Souza Almeida
No √Ęmago do meu ser, na minha ess√™ncia, est√£o o amor, a poesia e a m√ļsica. Esta √© a trindade do meu centro de vida. Muitas pessoas dizem: poesia n√£o vende livros, n√£o d√° dinheiro, tem poucos leitores. Respondo: n√£o vende livros e n√£o d√° dinheiro, mas todo o dinheiro do mundo n√£o d√° o prazer e a satisfa√ß√£o que a poesia d√° aos sentidos e ao pensamento no exerc√≠cio po√©tico. E se for lida com poder encantador por uma pessoa apenas, j√° ter√° comunica√ß√£o luzente. Em suma, a arte √...
Só o tempo cura - Eronilda Teixeira da Silva
Somente Deus tem poder de p√īr e dispor; dar e retirar. Seja o dia que troca pela noite, seja o filho que nos empresta e toma de volta, sem o menor aviso. Sem a menor chance de nos prepararmos ao abismo s√ļbito. Que dor poder ser maior que perder um filho quando j√° balbucia algumas palavras? Tragicamente. Terror igual veio punir de dor infinda a autora deste livro, Eronilda Teixeira, a Nida. Enrique iria completar 1 aninho. Perder tudo, quando se pensa ter ganho a vida na vinda do primog√™nito...
Terra - Um novo mundo - Mestre Lago
Mestre Lago sempre foi artista, homem ligado ao teatro, experimentado nos palcos e, com talento, transforma seus espectadores em leitores, agora, com a publica√ß√£o de uma obra singular: Terra: Um novo mundo. Aqui re√ļne prosa, poesia, m√ļsica e esquetes. Mas, seja qual a roupagem que usa nos m√ļltiplos textos, o desvelamento √© sempre o mesmo: a preocupa√ß√£o social com a humanidade. Perde o sono buscando a dignidade a todos, chamando a aten√ß√£o √† necessidade do zelo pela natureza, pelo car√°...
Urtiga no rabo do cavalo - Guilherme Santa Helena
O escritor Guilherme Santa Helena √© autor do livro infantil Sentimento dos Bichos e de Os Pardais, livro did√°tico com grande repercuss√£o, apresentando impor-tantes ensinamentos sobre a problem√°tica do tr√Ęnsito nas grandes cidades, principalmente aos novos motoristas. Agora o autor apresenta seu primeiro livro de contos e poemas in√©ditos. Igualmente vem de fam√≠lia de escritores, entre eles Heraclides Santa Helena, autor de livros premiados, e Raimundo Santa Helena, um dos mestres brasilei...
Vendas na sa√ļde - On√©lio Dias de Moraes
Fa√ßa o teste. Visite uma livraria especializada em management. Procure o espa√ßo destinado a livros ligados a vendas. Tenha certeza que voc√™ levar√° um longo tempo para conhec√™-los. S√£o os mais variados temas, direcionados aos mais variados ramos de empresas. Entretanto, s√£o limitadas as obras que tratam de servi√ßos, e nada em especial na √°rea da sa√ļde. Por isso Vendas na Sa√ļde, Como formar uma equipe de vendas de alto desempenho foi escrito para preencher uma laguna desse import...
Vidas Desabitadas A Sociedade -
Este livro foi escrito originalmente em forma de roteiro para seriado de televisão. Alguns anos depois numa amistosa conversa com o diretor de cinema e tevê, Luiz Carlos Rangel, proprietário da LCR Imagem Produtora, da qual fui Assistente de Direção em vários projetos. O diretor sugeriu-me a reescrever a história em formato de livro, para que a mesma pudesse ser conhecida do grande publico, já que se tratava de um texto muito bom para ficar guardado em gavetas Agradeço a ele pela suges...
Volta pra casa - Um apelo ao ser humano - Maria L√ļcia Gonzatto
Maria L√ļcia Gonzatto nos mostra seu primeiro livro igual a vida cotidiana nos apresenta um ser novo e genial. E o que √© um livro sen√£o um ancoradouro quando estamos √† deriva? ou uma pista segura para a decolagem de nossos sonhos mais preciosos? Belas cr√īnicas que s√£o uma viagem; mas sempre uma partida para dentro de n√≥s mesmos: um reencontro necess√°rio, uma reapresenta√ß√£o, um novo levantar de cortinas para o show recome√ßar; n√≥s melhor estruturados em n√≥s. Volta pra Casa - Um apelo ...
 2010
2012 - The dark rift - Um aviso salva muitos - Julio Cesar da Luz Steinmetz
J√° no pre√Ęmbulo de The Dark Rift - um aviso salva muitos, o autor adverte que este √© Um livro adulto para pessoas fortes. Inadequado para menores de 18 anos. Esta condi√ß√£o √© um elogio ao leitor que tem este romance em suas m√£os. Julio da Luz tem raz√Ķes. Dentre os 50 mil novos t√≠tulos publicados no Brasil a cada ano, a grande maioria perde-se em pieguices e desimport√Ęncias. No entanto, nesta obra inaugural de um autor mo√ßo, encontramos a maturidade de elementos indispens√°veis a um ...
A dieta do sexo - Paulo Motta
H√° quase 150 anos o problema da obesidade tomava corpo. Pelo menos √© o tema da primeira publica√ß√£o do ramo, em Londres. De l√° para c√° uma infinidade de livros ‚Äď muitos s√©rios e alguns prometendo imposs√≠veis milagres de dietas ‚Äď tem abarrotado as livrarias. Mas eis que nos deparamos com o presente volume do Dr. Paulo Motta que difere em muito das publica√ß√Ķes estritamente comerciais. Por isso A dieta do sexo nos traz uma nova abordagem, e s√©ria, sobre o tema. E por que n√£o dizer, ...
A imigrante - Dora Wainberg
Certa vez, num encontro de amigos, um deles, o mais velho entre n√≥s, comentou que apesar de seu pai ter sido o provedor e esteio de sua fam√≠lia, a m√£e dele era quem harmonizava todos os conflitos entre seus sete irm√£os incluindo o marido. Quando sua m√£e se despediu desta vida, a perda foi muito mais "sentida" do que a do pr√≥prio pai antes falecido. Fez tamb√©m uma analogia que retrata muito bem a figura da m√£e. Disse ele: "A m√£e da gente √© como uma luz observada de um navio. Voc√...
A vida em poesia vivida - Rossyr Berny
Miguel Russowsky deixou gravado, pela for√ßa da poesia, a for√ßa de sua vida. Trilogia poderosa: Homem, Vida, Poesia. Mais faria se mais tempo houvesse. Respons√°vel, priorizou a fam√≠lia, a profiss√£o, as amizades. Por isso, caiu de p√©, aos 86 anos de vida em poesia vivida. V√≠vida. M√©dico, n√£o se deixou tomar pelos jarg√Ķes de sua labuta. E, quando raramente o fez, como veremos adiante, foi de maneira brilhante; bem ao tipo do tamb√©m imorredouro Augusto dos Anjos. Seu olhar atento de li...
Ai! Ui! Uau! - Quarenta esquetes de humor - Gleisa Viana Bastos
Hilário. Eis um bom adjetivo para Ai! Ui! Uau! Podemos acrescentar, sem pejo, brilhante! Gleusa Viana Bastos traz para as páginas deste livro toda sua experiência carioca e universal sobre o mundo do teatro. E com vários lucros para a literatura. Sua narrativa é rica, absolutamente inteligente e visual. Os personagens apresentam-se na obra com uma riqueza incomum. Surgem no palco das páginas absolutamente vivos e em movimento. O quarenta textos passeiam com brilho por uma multiplicidade ...
Cem Cantares Sem Quietude - Lisete Johnson
A trova, e sua beleza de r√°pido fulgor, √© milenar. Quando genial, brilha igual um raio e permanece iluminada em nossa mente. Talvez n√£o seja mais difundida no Rio Grande do Sul a trova liter√°ria, a escrita por Lisete Johnson, por certo confundida com a arte dos trovadores repentistas do estado ga√ļcho. S√£o artes distintas, com prop√≥sitos diversos. Cem Cantares Sem Quietude √© mais uma rica experi√™ncia na vida liter√°ria e humana de Lisete, pois al√©m de poeta de valor, tamb√©m publicou ...
Como ganhar dinheiro com telefonia e internet - Investimento zero - Luciano da Rocha Corrêa
Por vivermos em um mundo capitalista, √© natural que o ter ganhe tanta import√Ęncia quanto o ser. Por isso todo empenho para o lucro, desde que l√≠cito, √© necess√°rio. Ao contr√°rio de pessoas ou grupos que burlam leis e, de modo esp√ļrio, enriquecem ilicitamente. Exemplarmente bem constru√≠do, Luciano Rocha nos apresenta TRABALHO E LUCRO COM A INTERNET. Investimento zero, um livro que possibilita, com a ferramenta Internet, a conquista de um ganho mensal bastante significativo, de acordo com ...
Destinos que se cruzam - Jos√© Ant√īnio Paranhos Luz
Comecemos assim: Jos√© Ant√īnio Paranhos Luz foi professor ao longo de 37 anos de sua prof√≠cua vida; e, nas √ļltimas duas d√©cadas, atua intensamente como advogado na bela cidade interiorana de Santa Cruz do Sul/RS. Tem destacado-se como criminalista, √°rea de sua prefer√™ncia. Homem que, ao longo das d√©cadas, acumulou experi√™ncia e respeitabilidade em ambas as atividades. Preocupado com o mundo contempor√Ęneo de criminalidade, cada vez come√ßando mais cedo na adolesc√™ncia, o criminalista e...
Do oleiro, em A caverna, a realidades da cer√Ęmica art√≠stica brasileira - Marcia Morales Salis
Este trabalho de M√°rcia Morales Sales trata da constitui√ß√£o da identidade do artes√£o oleiro a partir da sua representa√ß√£o liter√°ria no livro A caverna (SARAMAGO, 2000) e da presen√ßa de artes√£os do barro em determinados lugares de produ√ß√£o, exposi√ß√£o, divulga√ß√£o e comercializa√ß√£o de objetos artesanais em cer√Ęmica no Brasil. Ao examinar as express√Ķes identit√°rias de que trata Stuart Hall (2006), verifica-se que o of√≠cio artesanal se equipara ao intelectual, discuss√£o essa q...
Doença e Cura - Fabian Balbinot
"Na minha adolesc√™ncia, sempre que eu pensava em livro de terror, vinha √† mente o consagrado escritor Stephen King e sua forma singular de criar hist√≥rias horripilantes. Ele era o meu referencial nesse g√™nero da literatura. Por√©m, o que eu curtia mesmo eram hist√≥rias de fic√ß√£o que envolvessem vampiros. Essas criaturas eram para mim sin√īnimo de ambival√™ncia, dotados de poderes sobre-humanos, metaf√≠sicos, com personagens geralmente lindos e sedutores, acima de tudo, imortais. Imagino ...
Don Jos√© Guasque - Elma Sant¬īAna
" En mi ni√Īez escuchaba con entusiasmo las historias que se contaban en mi casa sobre nuestros antepasados. Con el paso de los a√Īos aquellos cuentos de familia fueron dado lugar a un creciente inter√©s por develar qu√© otras historias se escondian atr√°s de ellas. Nuestro principal objetivo: saber cu√°ndo y de d√≥nde habia llegado y d√≥nde radicado el Cap. Jos√© Guasque, que por la tradici√≥n familiar sab√≠amos era " el primer Guasque llegado a Am√©rica" y de quien todos descendiamos." Pablo...
Estação Hipnose - Ricardo José de Souza Almeida
Ricardo Almeida n√£o √© marinheiro de primeira viagem. Ao contr√°rio, timoneiro de outros mares, autor de dois livros anteriores, conduz sua caneta por √°guas seguras do poetar. E do cantar, m√ļsico que √©, inclusive tem CD lan√ßado. Com uma consistente experi√™ncia po√©tica, apresenta-se pleno de maturidade com o presente tomo. E vem mais arrojado ainda. Embarca-nos em sua Esta√ß√£o Hipnose. Encanta-nos balan√ßando o p√™ndulo de seu rel√≥gio-livro, em espirais on√≠ricas. Faz-nos viajar pelo ...
Filha Adolescente - √Ālvaro Jos√© Padilha Fagundes
√Ālvaro Fagundes √© um autor ousado, qualidade indispens√°vel a quem ingressa no mundo da literatura. Consegue, a partir de um tema recorrente, a adolesc√™ncia, criar uma narrativa interessante, que prende o leitor. Tematiza esta fase t√£o singular em nossas vidas e, como pai, tenta auxiliar para que este momento de poss√≠veis turbul√™ncias seja navegado sem traumas. E que a chegada no outro lado do rio haja um aportar seguro para os tempos vindouros. Filha adolescente √© narrado a partir...
In extremis - Na al√ßa de mira - Jer√īnimo Jardim
Os nove espelhos de luzes intensas e de brilhos pr√≥prios ‚Äď que neste livro multiplicam-se e formam um caleidosc√≥pio liter√°rio ‚Äď s√£o ricas narrativas individuais. Vidas estanques, mas que se somam numa novela interessant√≠ssima de Jer√īnimo Jardim. Unem-se pelas situa√ß√Ķes extremadas a que estamos todos submetidos, como humanos. Poss√≠veis v√≠timas ou agentes cru√©is. Geralmente, tr√°gicas. O pr√≥prio √≠ndice anuncia, entre outros: C√£o raivoso, Sob a mira de um rev√≥lver, Delegacia, ...
Justiça Transfonteiriça - Ramon Lisboa
A presente obra constitui disserta√ß√£o de Mestrado defendida pelo autor no Mestrado em Integra√ß√£o Latino-Americana da Universidade Federal de Santa Maria (MILA-UFSM) na √°rea de concentra√ß√£o Direito da Integra√ß√£o. O trabalho foi defendido perante uma banca composta pela Prof¬™. Dr¬™. J√Ęnia Maria Lopes Saldanha ‚Äď (Universidade do Vale do Rio dos Sinos), orientadora e presidente da banca, pelo Prof. Dr. Eduardo Tellechea Bergman ‚Äď (Universidade da Rep√ļblica ‚Äď Montevid√©u/ Uruguai) e...
Lótus - Daniela Damaris
Daniela Damaris quase se desculpa por iniciar-se no mundo inc√≥gnito e pouco decifr√°vel da poesia. Por isso justifica-se ser ‚ÄúUma aprendiz da arte de fazer poesia: √© assim que me vejo.‚ÄĚ N√£o precisa desculpar-se por entrar, assim, mo√ßa ainda no mundo da poesia. A casa √© sua. Entra sem temor para desencasular a poesia, descortinar o verso e a si pr√≥pria. Cl√°ssica ou moderna a poesia tem de ousar. Seja sentimento e arrojo. Depois, mais corajosa, define seu entendimento de poeta: Poetiz...
Menino das Sama√ļmas - Alberto Lisboa Cohen
Alberto Cohen √© um poeta surpreendente. No melhor sentido da palavra. H√° pouco nos encantamos com seu rigor m√©trico, r√≠gido nos c√Ęnones consagrados do soneto. Lembremos os primores que s√£o Cantigas que a rua canta e √Ālbum de recorda√ß√Ķes. Alberto Cohen, um dos melhores do pa√≠s. E com a passagem do saudoso Miguel Russowsky, n√£o sei se, agora, isoladamente, o melhor. Como merece. Explico o adjetivo surpreendente. N√£o √© que agora nos mostra uma faceta absolutamente dispare, singular, ...
Mulher - Do rosa bebê ao rosa choque. Qual o seu tom? - Cris Manfro
Mulher. Do rosa beb√™ ao rosa choque. Qual √© o seu tom? √© uma obra singular, inovadora e provocante. N√£o menos merecedora destes e mais adjetivos √© sua autora: Cris Manfro. Nada entre √°rtico e ant√°rtico escapa de sua aten√ß√£o, de sua erudi√ß√£o, da grande aula magna que ensina seu livro. Nada ‚Äď entre os sentimentos que transitam entre amor e repulsa ‚Äď est√° ausente nestas p√°ginas que haver√£o de encantar a todos que deitarem seus olhos sobre os temas aqui abordados e esmiu√ßados com...
N√£o houve tempo para adeus - Lucya Machado
Talento n√£o se adquire ‚Äď √© inato A Lucya sempre trouxe esta luz que sempre a iluminou, e continua sempre brilhante. Foi minha aluna nos remotos anos 60 e 70. Adolescente sempre atenta e engajada aos acontecimentos. Possu√≠a, um pouco mais ‚Äď bastante ‚Äď entusiasmo que sempre foi e √© a caracter√≠stica da idade. No in√≠cio deste livro, sua estreia em publica√ß√£o, ela traz remi-nisc√™ncias de sua juventude. Lembran√ßas, emo√ß√Ķes e reflex√Ķes. Lavando corpo e alma. A personagem, Anna ...
Numa floresta de s√≠mbolos - Ab√≠lio Terra J√ļnior
Numa floresta de s√≠mbolos √© o universo onde Ab√≠lio Terra J√ļnior constr√≥i-se atento poeta √†s circunst√Ęncias de seu mundo, desfibrilando-se em poesia. Desenvolve e desenrola signos e s√≠mbolos com seu verso forte e ideias claras. Mesmo ciente de que o caminho ‚Äú√© um longo deserto com espectros a cada metro um sol que paira no espa√ßo me acompanha a cada passo‚ÄĚ Tamb√©m os dias aben√ßoam-se e enlevam-se pelo contato com o calor do toque na troca com a amada: me entrego ao peso do...
O Besouro Sapeca e outras histórias incríveis - José Renato da Silva Andrade
O Besouro Sapeca e outras histórias incríveis representa a vida inteira de José Renato Andrade. Vivência de observador do mundo animal, este reino mágico onde as histórias de amor e fraternidade são doces realidades; e as histórias de atitudes feias ficam limitadas à luta pela sobrevivência dos pais guardando as crias novas, os ninhos novos no universo da natureza. Da criança recém-alfabetizada ao adulto mais adulto, se encantará com estas 27 histórias, dos mais variados temas. ...
O C√£o Astronauta - Verena Backes
Autora de livros de poemas e prosa, agora Verena Backes nos brinda com seu novo talento: a literatura infantil.Em Ovatsug - O c√£o astronauta, primeiro volume de uma s√©rie, coloca sua imagina√ß√£o no mundo sideral, onde seu c√£ozinho vive hist√≥rias interessantes ao visitar com seu grupo de amigos um lugar longinquo e desconhecido. Levam e trazem ensinamentos como li√ß√Ķes de preserva√ß√£o da natureza, sustentabilidade e conviv√™ncia pac√≠fica entre povos e planetas. Rossyr Berny - Editor ...
O homem que veio de l√° - Projeto Estrela Azul - Rozemberg Witz
Em tempos de descren√ßa como os que ora vivemos, a mensagem do retorno √† Terra de um esp√≠rito iluminado, de uma energia inaudita ‚Äď muito embora se trate de um velho conhecido de todos ‚Äď, faz aumentar a esperan√ßa da humanidade na chegada de dias melhores e na possibilidade de uma harmonia duradoura entre os homens. Imbu√≠do desta certeza, Rozemberg Witz, um filho do Brasil que descobriu seu lar em terras estrangeiras, vai ao encontro do √ļnico relacionamento que considera verdadeiro ‚Äď...
O mistério do nome de Deus - João Silvano Machado
Os Mist√©rios Do Nome De Deus √© o resultado de longas e √°rduas pesquisas ‚Äď sobretudo s√©rias e imparciais ‚Äď de Jo√£o Silvano Machado. Ao longo dos anos debru√ßou-se sobre muitos livros que influenciam a Humanidade em sua f√© e cren√ßa. Diversas e m√ļltiplas. O pr√≥prio autor, no pre√Ęmbulo da obra, enumera oito itens de seu trabalho, onde destacamos, por exemplo: ‚Äú...caracterizar o terror da idolatria, apontando certas caracter√≠sticas das divindades e como √© que se nomeavam.‚ÄĚ Al√©m ...
O voo da baleia - Vanda Maria da Silva de Vargas
Poesia a qualquer tempo Máscara, Mas cara! Mascará Mascarará A máscara Mais cara Para mascarar A cara O poema acima abre O voo da baleia, e abre o coração da poeta Vanda Vargas. Poema incisivo, contundente, belo. (A máscara). Livro marcante já anunciado pelo título. Provocante. De outra parte a poeta é a mulher a cantar o amor, doa-se incondicionalmente: (Tu em Nós) Estou aqui ainda Porque tu estás Não poderia viver por tanto tempo Sem tua presença mesmo em outr...
Olhos da Alma - Marília Brandão
Os poetas sempre olham o mundo pelos Olhos da Alma. S√£o olhares, por vezes, mais complacentes, contemplativos e, por outras, mais cr√≠ticos, √°cidos, em rela√ß√£o √† vida. A um s√≥ tempo, elevam os olhares aos altares para adora√ß√£o do ser amado que motiva seus dias e, igualmente, s√£o m√≠sseis dirigidos aos seres belicosos, desestabilizadores da paz. A obra inaugural de Mar√≠lia Brand√£o √© breve, mas, ao mesmo tempo, perene por ser uma cole√ß√£o de emo√ß√Ķes; todas profundas e que p√Ķem ...
Outras manh√£s - Mara Nunes
A manh√£ √© a parte melhor do dia de Mara Nunes. Seu dia inteiro √© todo manh√£. Simples de explicar: se Mara Nunes fosse uma esta√ß√£o do ano, seria, por certo, o Ver√£o, pura luminosidade; talvez a Primavera, toda cores; at√© quem sabe o Outono, galhos desnudando-se e folhas amarelecendo caminhos. Mas jamais o Inverno, gelado e cinzento. Ah, e se lua fosse, claro, seria a Crescente. Os personagens que desfilam ao longo do livro s√£o basicamente femininos ‚Äď desde a dedicat√≥ria ‚Äď pois seu ...
Poemas de Letras e de N√ļmeros - Alcir Nicolau Pereira
O talento liter√°rio de Alcir Nicolau Pereira √© not√°vel e vasto. Desde h√° muito √© contista e cronista premiado. Agora, como poeta ‚Äď e com a serenidade de quem passeia num parque e seriedade de quem influi na aprendizagem de crian√ßas e na forma√ß√£o de adolescentes ‚Äď nos entrega em m√£os este exemplar Poemas de Letras e de N√ļmeros. De A a Z, em quadras po√©ticas, e com saber professoral, ensina a magia da aprendizagem atrav√©s da poesia e da criatividade. Seja em Letras: Com E falo ...
Poetas Pela Paz e Justiça Social - Volume II - Rossyr Berny
Poesia. Outra vez a emoção nos une em um grupo de importantes poetas de vários cantos do Brasil. A exemplo do volume I de Poetas Pela Paz e Justiça Social queríamos ser muitos, centenas, mas ficamos no meio do caminho com a perda do grande amigo, poeta e colega de trabalho, em 30 de maio, Paulo Monti, o qual auxiliava na coordenação da antologia; mas o perdemos para o Poeta Maior do Universo, a quem foi declamar poemas de seus livros bilíngues, carregados de poeticidade. Perda irrepará...
Psicopedagogia: diferentes contextos, diferentes olhares. - Organizadoras: Lilian Zieger Joanne Maluf Maura Helena Gomes Rosane Zimmer T√Ęmara Canabarro
Educar é uma tarefa árdua e que nos exige tanto! O/A professor/a precisa estar presente, não somente com seu corpo e conhecimentos teóricos, mas falo de presença d`alma! A sensibilidade em perceber o outro ser humano, seus olhares, palavras, sentimentos necessita estar marcada na pele, no toque, nos sentimentos cotidianos. Acreditar na aprendizagem do/a aluno/a consiste em condição essencial para que essa aconteça. Nossos/as alunos/as vêm para a escola, repletos de sonhos e expectat...
Ref√ļgio Cristalino - Vanessa Hamerski
‚ÄúUm dia, voc√™ estar√° numa cama de hospital e arrepender-se-√° amargamente pelo anterior feito. Pensar√°: por que o fiz, por que n√£o o fiz? Ver√° que sempre tentou entender a vida, dar algum sentido, de algum modo. At√© chegar a um ponto, no seu √ļltimo suspiro, em que n√£o mais refletir√° sobre seu antes, n√£o ter√° mais √≥dio de outrem, nem temor algum, n√£o mais tentar√° dar um porqu√™ a tudo. Nesse est√°gio, ent√£o, √© que atingir√° a paz em sua m√°xima plenitude. Pois, nesse exato momen...
Segurança urbana - Luis Ubirajara Silva de Abreu
Todo esfor√ßo de reflex√£o sobre um tema deve ser considerado positivamente da forma mais acolhedora poss√≠vel. Com esse posicionamento √© que quero introduzir alguns coment√°rios sobre o livro que est√° sendo disponibilizado para nossa constru√ß√£o aglutinadora em mat√©ria de seguran√ßa p√ļblica. Com atualidade, o trabalho demonstra, atrav√©s de t√≥picos, as estruturas da Guarda Municipal, bem como as poss√≠veis formata√ß√Ķes institucionais que vislumbram a melhoria org√Ęnica dos servi√ßos, de...
Supervis√£o Educacional - uma vis√£o caleidosc√≥pia - Organizadoras: Lilian Zieger Joanne Maluf Maura Helena Gomes Rosane Zimmer T√Ęmara Canabarro
Desde o final da d√©cada passada, os supervisores educacionais do Brasil lutam pela regulamenta√ß√£o da sua profiss√£o. O PLC 132/2005 chegou a ser aprovado em todas as Comiss√Ķes na C√Ęmara de Deputados e no Senado Federal em Bras√≠lia. A t√£o esperada festa da comemora√ß√£o estava organizada, quando a supervisora Lilian Zieger, ent√£o presidente da ASSERS, recebeu a not√≠cia do veto do Exmo. Sr. Presidente da Rep√ļblica √† lei. A decep√ß√£o de todos os supervisores brasileiros foi muito grand...
Tempos de Vento - Paulo Monti
Tempos de ventos, em edi√ß√£o bil√≠ngue, d√° a exata medida da abrang√™ncia po√©tica de Paulo Monti. Privilegiado por in√ļmeros leitores latino-americanos, brinda-nos a todos com tradu√ß√£o ao Espanhol de seus poemas. Merecidamente, pois foi homenageado em Buenos Aires pelo lan√ßamento de seu livro anterior Poema no ar/Poema em el aire e igualmente, em 2010, conquista l√°ureas em concursos liter√°rios como o do Projeto aBrace, do Uruguai. Fortemente a figura feminina marca a obra, sempre prese...
Versos Que a Alma Canta - Marcelo Allgayer Canto
Marcelo Allgayer Canto √© um poeta que prima pela poesia espont√Ęnea, a que brota do sentimento e desnuda-se nas p√°ginas de Versos que a alma canta. Ao inv√©s de recursos estil√≠sticos sofisticados, opta pela comunica√ß√£o imediata do texto ao cora√ß√£o do leitor, sem ped√°gios, sem paradas para dicion√°rios ou sa√≠das de emerg√™ncias. √Č o sentimento em estado puro, de alma pura. Seu foco inspirador √© a musa amada, a fam√≠lia, a humanidade, o amigo, a fraternidade. Homem do bem, que √©, c...
Vidas Ressignificadas - CliniOnco
O livro que voc√™ tem em m√£os √© resultado de uma escrita coletiva, da troca de experi√™ncias de pessoas que tiveram suas vidas marcadas pelo c√Ęncer. Ao reunir essas emocionantes hist√≥rias em livro, pretendemos mostrar √†s pessoas que √© poss√≠vel vencer a doen√ßa e viver uma vida plena depois dela. Os relatos contidos nesta obra expressam as dificuldades, as ang√ļstias de estar diante de uma enfermidade t√£o temida, mas tamb√©m mostram a alegria da vit√≥ria, a satisfa√ß√£o de poder come√ßar...
 2009
A impermanência da Escrita - José Couto
H√° d√©cadas Jos√© Couto vem gestando-se ‚Äď hermafrodita, no leito branco do papel e na pele alva da alma ‚Äď, preparando-se para a estreia de A imperman√™ncia da Escrita. Algo que, para ele √©, sim, permanente, duradouro. Esconde-se numa carapa√ßa de aparente transitoriedade do ser, socorrendo-se de Octavio Paz para confessar: Sou homem: duro pouco / E √© enorme a noite. No fundo, √© na imperman√™ncia humana que conquista a perman√™ncia de seu verso. Pois √© atrav√©s da arte ‚Äď neste caso, ...
A Representa√ß√£o do Escritor em O Resto √© Sil√™ncio de Erico Verissimo - Odone Ant√īnio Silveira Neves
A Representa√ß√£o do Escritor em O Resto √© Sil√™ncio de Erico Verissimo, obra de Odone Ant√īnio Silveira Neves, √© o resultado da disserta√ß√£o de Mestrado em Teoria da Literatura que o autor realizou na inten√ß√£o de aperfei√ßoar seu acervo cultural. O autor esmera-se no estudo detalhado dessa jun√ß√£o autor-personagem, ou seja, Erico Verissimo/T√īnio Santiago. Sabe-se que a literatura √© uma floresta de s√≠mbolos e nela ecoam vozes m√ļltiplas que usam vestimentas hierogl√≠ficas que per-mit...
A surpresinha e Outros escritos - Jorge Hausen
O que mais escrever sobre Jorge Hausen, um autor de quem Fausto Wolff disse que um livro bom como o seu n√£o precisa de orelha? Trata-se aqui de mais uma obra de quem em 2008 conquistou o segundo lugar do Jabuti com seu √≥timo livro ‚ÄúA Prenda de Seu Dam√°sio e Outros Contos‚ÄĚ. Jorge, agora, com ‚ÄúA Surpresinha e Outros Escritos‚ÄĚ, de novo nos encanta e ao mesmo tempo nos aturde. Trata-se de leitura aparentemente f√°cil ‚Äď s√≥ aparentemente ‚Äď porque nos deixamos levar por ela. O liv...
Causos barbarescos do Rio Grande do Sul - Darci √Čverton D√°rgen
Este trabalho ‚ÄúCausos barbarescos‚ÄĚ √© fruto dos causos escutados e apreciados pelo autor quando guri, quando lhe eram contados pelos pe√Ķes mais velhos o redor do fogo de ch√£o nos galp√Ķes das est√Ęncias por onde passou, os quais ficam gravados na mente curiosa e fantasiosa dos jovens, dos guris, como um encantamento, acompanhando-os por toda a sua vida, com esta obra, o autor tem a oportunidade de contar e de compartilhar com outras pessoas estes inusitados causos, os quais s√£o escritos ...
Cemo Tudo Grosso - Paulo Inocenti
A primeira vista deparamos com um t√≠tulo agressivo. Cemo Tudo Grosso deixa entrever intencionalmente a sigla CTG, Centro de Tradi√ß√Ķes Ga√ļchas e assim adeptos, ou n√£o do Tradicionalismo sentimos certo desconforto. Ao mergulhar no livro percebemos que foi apenas uma forma intencional de chamar a aten√ß√£o para a obra e ofertar o seu deslumbrante conte√ļdo aos olhos intrigados do curioso leitor. Cemo Tudo Grosso √© apenas o t√≠tulo de uma das cr√īnicas do livro. Esta como as outras cr√īnicas...
Cidade dos cata-ventos - Leonardo Holderbaum
A mocidade de Leonardo Holderbaum n√£o o atrapalha nem o impede de escrever poemas de boa maturidade. Nota-se que o conhecimento da vida e do mundo lhe emprestam sabedoria suficientes para iniciar-se com seguran√ßa na literatura. Sobretudo na dif√≠cil arte da poesia, onde j√° n√£o bastam, como em muitos cl√°ssicos, enfileirar rimas e m√©tricas. Muitos zelavam em demasia a forma, em preju√≠zo do conte√ļdo. E ele, maduramente, d√° mostras de sua qualidade, ao curvar-se frente a mulher, obra-pri...
Ciranda Po√©tica - Maril√ļ Duarte
Maril√ļ Duarte, genero-samente, nos brinda com o melhor de seu lirismo nesta Ciranda Po√©tica. Burila os poemas feito pedras preciosas de seu sentir po√©tico e nos entrega delicadas p√©rolas gestadas na sua delicada vis√£o de poeta: Ser todos os povos e ra√ßas, Ser do √≥dio o seu reverso Ser o pr√≥prio renascer Brilhando no universo! Para o poeta, e para Maril√ļ Duarte, em especial, na infinitude de cores do planeta, somente as cores vivas e brilhantes impressionariam as retinas da huma...
DoEU - Soninha Porto
Quem escreve deseja o qu√™? Deseja o texto. Se quisesse apenas se expressar, dizer seus sentimentos, teria meios muito mais f√°ceis. N√£o teria que passar pelo trabalho de selecionar e combinar palavras, de descobrir surpresas de significados, de harmonizar sons e imagens. Escrever d√° trabalho. √Č isso que Soninha Porto est√° revelando poema a poema. Aqui, nesse conjunto de textos, est√° o resultado dessas suas experi√™ncias de vida e de linguagem. √Č uma etapa de uma longa caminhada. Sua poesi...
Estranho Amor - Marcia Angélica Oliveira Coelho
Estranho, o amor? Sim, estranho o amor. Sobretudo estranho, mas decifr√°vel pela alma que nos mostra cada verso, cada poema que Marcia Coelho belamente nos desvenda. Mas por que estranho se t√£o claro √© este sentimento? A gente sabe de onde e de quem vem. E a quem o oferecemos. A autora estranha por entender seu sentimento tomado de uma grande singula-ridade. Seu amor, seu amar s√£o √ļnicos. E √ļnica sua poesia. Estranho este sentimento, mas ela o ilumina, espargindo luzes nos escuros do amor e...
F√≥rum √ćntimo - Jania Souza
√Č de estrito f√≥rum √≠ntimo o que aqui Jania Souza nos confessa. Conversa consigo em poemas como se conversasse com ela mesmo atrav√©s de signos po√©ticos. Tudo isso ao espelho. Ela com ela. (Um acerto de contas?) E para que seus leitores possam tangir a beleza de sua poesia, divide conosco em forma de livro este F√≥rum √≠ntimo. Dizer mais o qu√™ se n√£o aplaudirmos cada poema que desfila p√°gina a p√°gina neste fluir de emotivas linhas. E basta que peguemos ao acaso qualquer poema, sempre ha...
Magnólia, a besourinha perfumada - Jania Souza
Jania Souza √© uma conhecida poeta do Rio Grande do Norte que igualmente costuma encantar o Estado e a bela Natal com sua arte liter√°ria e humana. Agora amplia o encanto com a publica√ß√£o infantil de MAGN√ďLIA, A besourinha perfumada. Uma hist√≥ria exemplar em que tematiza comportamentos dos animaizinhos das florestas. E sempre o conv√≠vio das boas e as m√°s √≠ndoles, o bem e o mal convivendo no mesmo meio. Podemos mostrar estes exemplos √†s crian√ßas de nossas vidas, refor√ßando que no mundo...
Maria Molhada - Silvia Caminha
Agradecimentos: Ao pessoal de Uruguaiana, em especial a minha sobrinha Maria Luiza.
Memórias do Barão - Ademar Adams
SEU NATAL√ćCIO, UM GA√öCHO INQUIETO Logo que se casou seu Natal√≠cio vendeu o alambique de cacha√ßa e as terras na costa do rio Iju√≠. Deixou seus patr√≠cios alem√£es, indo viver em meio a gente de diversas origens, em Santo √āngelo. Da√≠ para Guarani, para o Rinc√£o dos Vieiro, para Esquina Ipiranga e de volta para Guarani. Com 45 anos mudou-se para o Paran√°, na linha S√£o Pedro, regi√£o de Vila Nova (Toledo). Dali para o Cinco de Outubro (Palotina), para Marip√°, Cascavel e por fim Vila...
Nativo - C√Ęndido Brasil
Acaso s√≥ tiv√©ssemos uma imagem para definir este Nativo, seria a do Rio Grande do Sul montado a cavalo, rebenque e esporas, tocando esta boiada de versos. Poemas que C√Ęndido Brasil manguereou para uma edi√ß√£o de luxo. Cada poema √© uma est√Ęncia na infinitude da pampa verde, dona dos que vivem no campo e dos que vieram para a cidade grande manguerear sonhos de guri. Mas a saudade daqueles tempos e do templo do sol, se pondo ou nascendo, cobra do campeiro que vem pra capital conquistar outra ...
O Crep√ļsculo de Aurora - Daiane Marques Alves
Quem l√™ Daiane Marques Alves, e se traduzirmos isso a uma vers√£o masculina, pode pensar que se est√° lendo os cl√°ssicos escritores ga√ļchos como Alcides Maya, Sim√Ķes Lopes Neto, Dion√©lio Machado e, contemporaneamente, Luis Antonio de Assis Brasil e Tabajara Ruas. Mesmo muito nova, √© profunda sua viv√™ncia campeira, direta-mente envolvida nas lides di√°rias de uma fazenda e de toda sua realidade e seus mundos singula-r√≠ssimos. E de cada um de seus sonhos. Essa √© a escritora que publica...
O menino de duas famílias - Daniela Kwitko
Em 1990 Daniela Kwitko era uma menininha. Foi quando escreveu este livro. Uma hist√≥ria muito interessante, envolvente que a marcou muito. Fatos que nunca lhe sa√≠ram da cabe√ßa. De l√° pra hoje, 2009, a garotinha transformou-se numa mo√ßa, que exerce com √™xito sua profiss√£o de Advogada e √© uma mulher realizada, sobretudo, vivida. Passou por experi√™ncias incr√≠veis, quando viveu em comunidades quilombolas e em lavouras de cana-de-a√ß√ļcar de alguns estados brasileiros ‚Äď o que lhe deu conhe...
Outras Luas - Alba Pires Ferreira
H√° bastante tempo Alba Pires Ferreira tem em suas m√£os o saber timoneiro da poesia. Maneja o verso e o leme ao sabor de sua inventiva. Faz da palavra algo de seu completo dom√≠nio. Ajusta ideias, d√° ao poema voz alta, imperativa, quando fala ao mundo; baixa a voz quando declama ao ouvido do amado suas confiss√Ķes estonteantes. J√° na primeira estrofe do livro, confessa-se: ‚Äú...Can√ß√£o noturna /vibra, calma. /Ru√≠do suspirante /em d√≥ /longo gemido d‚Äôalma.‚ÄĚ Quando n√£o satisfeita c...
Paróquia Nossa Senhora do Rosário - Maurizio Gottardi e Mara Regina Miranda de Souza
O objetivo deste livro √© levar o leitor a fazer uma caminhada na Hist√≥ria da Par√≥quia Nossa Senhora do Ros√°rio, nascida na fronteira sul ‚Äď rio-grandense, √†s margens dos Rios Santa Maria e Ibicu√≠, estendendo seus bra√ßos at√© a Serra do Caver√°, Distrito origin√°rio da Par√≥quia e da Cidade. O leitor de Ros√°rio do Sul descobrir√° que a Hist√≥ria Desta Institui√ß√£o Religiosa se mistura e se integra √† Hist√≥ria do Munic√≠pio de Ros√°rio do Sul, tornando-se a obra, um instrumento capaz ...
Sonho e Realidade - Manoel Airton Macedo
Manoel Airton Macedo Rodrigues aprontou com o maior mimo o seu Sonho para a Realidade, em 1993. √Č o ano grafado nos originais que me entregou, anos mais tarde, quando consegui arrancar-lhe de suas gavetas, numa de minhas visitas √† querida S√£o Gabriel. Combin√°vamos a sua publica√ß√£o quando infelizmente ele partiu em 2001. E os originais foram ficando nos escaninhos de minha editora. E cada vez que os via por ali, me olhavam, cobrando vida, querendo tomar corpo. Eu perdia o prumo. (Enquan...
Soprando no cora√ß√£o - Lol√ī Fonseca
Soprando no coração é um grande poema. E como todo poema, tem mensagens de alegria e de tristeza. Ora faz alimentar profundamente uma ilusão, como também fornece o lenitivo para com que a desilusão seja menos penosa. Encoraja na busca da conquista do objetivo colimado e refreia no momento em que essa busca se torna alvo da perpetração de todos os meios para que um fim seja alcançado. Não se pode ter a veleidade de querer viver somente as alegrias, tentando ignorar o fato de que a vid...
Versejando - Ademar Adams
E depois vieram tantos outros que fui lendo e gostando: Cam√Ķes, Shakespeare, Drumond, Vin√≠cios, Jo√£o Cabral de Melo Neto, Pablo Neruda, Garcia Lorca, Machado de Assis, o nosso Mario Quintana e os regionais Patativa do Assar√© e Jaime Caetano Braun e tantos mais. E durante a vida toda andei garatujando versos, sem nunca pensar em public√°-los. De repente aceitei a provoca√ß√£o da Editora Alcance e decidi transformar parte dos meus versos em livro, sem a pretens√£o de com isso dizer agora q...
Vertigem Lunar - Fernando Pellisoli
Testemunhamos a verdade de poucos poetas com toda entrega amorosa, ou desamorosa, iguais a que testemunhamos nesta obra. √Č do poeta a alegria e a dor, o querer e o sofrer. Mas igualmente poucos, como o poeta, transformam seu cora√ß√£o em m√°quinas de amor e de felicidade. Se o sol nasce em seus olhos, seu cora√ß√£o √© puro √™xtase; se o sol se p√Ķe atr√°s das montanhas ou dos oceanos, ali seu cora√ß√£o bate mais forte do que o planeta das sombras e dos anoiteceres. Do poema inaugural ‚Äúp√©ta...
Vida & Estresse. Como anda sua autoestima? - Neuza Bandeira Wolff
A estudiosa, psicoterapeuta e escritora Neusa Bandeira Wolff e seu livro ‚Äď Vida & Estresse. Como anda sua autoestima? ‚Äď nos mostram as necess√°rias li√ß√Ķes que precisamos lan√ßar m√£o todos os dias, por natureza, conturbados. √Č como se cada ama-nhecer nos abrisse uma janela colorida ao dia novo ‚Äď depois da noite turva de ins√īnias e medos. Ent√£o, por enca-rarmos com sabedoria e coragem, a ansiedade, as fobias, os p√Ęnicos que levam √† depress√£o ‚Äď o peso nos ombros torna-se diminuto....
 
 
 
 
ÔĽŅ
 
Editora Alcance LTDA Fones         Facebook
Rua Bororó, 5 - Vila Assunção Tim: (51) 8153.8892 Flickr
Porto Alegre - RS Oi: (51) 8632.9873 Formspring me
CEP: 91900-540 Claro: (51) 9103.3566 Orkut
E-mail: contato@editoraalcance.com.br Vivo: (51) 9741.1283 Twitter
    You Tube
     
√Ārea Restrita    E-mail Tecnologia LP Design