INÍCIO INSTITUCIONAL ROSSYR BERNY DÚVIDAS FREQUENTES CONTATO
   início
 
 
WhatsApp: 51-985.353.970 - Oi
51-985.370.000 - Oi
51-998.237.038 - Tim
51-996.690.908 - Vivo
51-991.033.566 - Claro
 
 
 
 
Autores
A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Y Z
Daiane Marques Alves
Daiane Marques Alves é uma jovem escritora, nascida em Porto Alegre em 1983. Mas mudou-se com a família, ainda criança, para a pacata e bonita Caçapava do Sul, interior do Estado gaúcho. É casada e tem um filho, amores de sua vida. Tem muita felicidade e realização pessoal por morar no interior do município, numa fazenda, em contato permanente com a natureza, trabalhando no campo e na lavoura. Este universo inspirou-lhe a criação de sua obra. Sempre teve uma paixão pela literatura. Em especial pela obra de Erico Verissimo e Ágata Christie. Diferentes literaturas, mas iguais na qualidade narrativa. Publicar seu primeiro livro O Crepúsculo de Aurora, um romance de fôlego, aos 26 anos, lhe traz grande alegria. E compromisso em continuar aprimorando sua arte.
Daniela Damaris
Daniela Damaris Neu nasceu em 1º de novembro de 1985, em Agudo, região central do RS, onde escreveu seus primeiros versos. Residiu em Santa Maria, em função de seu curso de graduação: Letras. Hoje, vive em Porto Alegre, cidade em que se sente em casa pelo amplo leque de possibilidades culturais que oferece. Atua, profissionalmente, como professora de Língua Inglesa, Língua Portuguesa e revisora de textos. Em abril de 2010 recebeu Menção Honrosa com “Soturna Conjuntura”, nos 2º Jogos Florais do Século XXI, concurso internacional de poesia realizado pela aBrace, editora de Brasília. Participou do evento de premiação em Montevidéu, Uruguai, onde proferiu palestras informais sobre Literatura e poesia, além de participar de saraus poéticos. Sua poesia integra o livro resultante do referido concurso. É amante inveterada das artes, em especial da poesia. Sente-se inspirada, especialmente, por Florbela Espanca, Cecília Meireles, Alfonsina Storni, Carlos Drummond de Andrade, Fernando Pessoa, Affonso Romano de Sant’Anna e Lara de Lemos, leituras que fazem parte de sua vida desde a adolescência. Define sua poesia como “resquícios de dores do mundo sob os ombros e a alma do poeta. Suas, alheias... Não importa. Tristezas, alegrias, amores, dissabores: retrato da vida que passa. Sonho da vida que vem. Lembranças do que se foi, ou do que sequer foi. Poesia: sangue que verte de mãos de poetizar.”
Daniela Kwitko
Daniela Coelho Kwitko Nasceu em Porto Alegre/RS, em 1978. Escreveu esta obra aos onze anos. Advogada formada em Direito pela PUCRS. Igualmente é pós-graduada em Profissionalização para o Terceiro Setor, tendo participado de trabalhos sociais junto a comunidades quilombolas e agricultores no Rio Grande do Sul, São Paulo e Maranhão."
Darci Éverton Dárgen
Darci Éverton Dárgen é natural de Sant'Ana do Livramento-RS. Funcionário Público do Estado, e atualmente está aposentado, mas ainda trabalha como Técnico de Refrigeração e de Lavadoras de Roupas só para os amigos. Darci é declamador e poeta e, como poeta, publicou dois livros de poesia crioulas “A Comparsa”' e “Chasque terrunho”, sendo este pela Editora Alcance, além de já ter participado de 21 coletâneas de poesias, tais como as da Casa do Poeta Riograndense, Casa do Poeta Santanense, Associação Gaúcha dos Escritores Independentes (AGEI), da qual foi seu Presidente; da Estância da Poesia Crioula e inclusive da Antologia Poética de Policiais Civis, intitulado “O outro lado da insígnia”. Pertence a Academia de Truco de Amostra Amigo da Fronteira e da Liga de Bocha da Intercap. É o atual Vice-presidente da Estância da Poesia Crioula.
Davenir Klagemberg
Desde cedo o desejo de conhecer outros continentes era sonho presente na vida do menino Davenir Klagemberg, nascido em Porto Alegre, capital dos gaúchos. Correu mundo, digo, navegou pelos mares, conheceu as magias de Porto Rico, Trinidad e Tobago, Grécia, Espanha, Inglaterra, Dinamarca, Noruega, Alemanha, Paris, Portugal, Nigéria, Venezuela, Itália, Vaticano. Confessa, orgulhoso ter navegado 111.779,2 milhas. É muito mar. E muita poesia daí nascida. Realizados os sonhos de alto-mar atracou o barco de seus sonhos em Osório, cidade dos bons ventos, entre o mar e a serra. Patriota ferrenho e orgulhoso optou pela Arma da Marinha para labutar grande tempo de sua vida. Reformou-se por ela e hoje se dá ao luxo de, junto à família em seu paraíso por adoção, dar vida aos seus poemas. Comprometido com sua comuni-dade desenvolve várias atividades em favor do município osoriense. Seu livro O mar e meus poemas veio coroar sua invejável vida. Maiores e mais detalhadas informações sobre o autor conheça no final da presente obra.
Délio de Assis Brasil
É engenheiro Agrônomo – Produtor Rural. Formado pela U.F.S.M – 1966. Nascido em São Gabriel/RS em 15/06/1942. Autor do livro "O Gaúcho, formação e hábitos - Edigal - 2009".
Djacyr Alves
Djacyr Alves é natural de General Câmara/RS. Nasceu em 29 de janeiro de 1934. É casado com Carmen Bertini Alves, desde 1959. O casal tem quatro filhas. Tem curso de Técnico em Contabilidade no Colégio São João Batista, onde foi professor, assim como no Colégio Jacob Renner, e em Harmonia. É Advogado Jubilado, pela OAB. Integra o Lions Clube Montenegro desde 1964, tendo sido presidente em 1967/68 e 2003/04. Foi um dos fundadores da Associação Montenegrina de Escritores. Obras do autor: Temáticas: 1. O Protocolo em Lions - 2006 - 2ª. Edição; 2. O Leão Interessado - 1994 - esgotado. Pesquisa histórica: 1. a) A evolução da Comarca de Montenegro - 1974; b) Guarda Nacional em Montenegro – 1977 – ambas publicadas em: "Montenegro de Ontem e de Hoje" – 1979. Contos em coletâneas: 1. O polvadeira – Seleta de Versos e Contos – ASAS – 1998; 2. a) O presente – b) Vergonha – c) A morte do sonho – Rebento – AMES – 2000; 3. A) O vento – b) O comprador de arenque – c) O homem que lia obituários – Sementes Literárias – AMES – 2001; 4. Trilhos sem fim – Estação da Cultura – Efica – 2005. Romances: 1. Caminhos sem volta – 2001; 2. O subterrâneo – 2003; 3. A medalha – 2004; 4. Um só amor – 2006; 5. O lanceiro – 2008.
Dora Wainberg
Dora Wainberg nasceu em 11 de agosto de 1920, na pequena cidade de Lubni, no estado de Poltava, na Rússia. Aos 2 anos, atravessou 30km de fronteira para a Polônia clandestinamente, junto da mãe, um irmão e um estranho que lhe carregou no colo, fugiam do regime comunista. Ainda criança, foi abandonada pelo pai que se casou com outra mulher e, aos 12, chegou ao Brasil com a mãe, ao encontro do irmão que aqui já estava há alguns anos. Viúva de Jayme Wainberg, grande benemérito da comunidade israelita fundador da Rainha das Noivas, com quem foi casada por mais de 50 anos, Dora teve 3 filhos, Iara, Léa e Saul. Deles descendem seus 6 netos e 9 bisnetos.
 
 
 

 
Editora Alcance LTDA Fones         Facebook
Rua Bororó, 5 - Vila Assunção Claro: (51) 99103 - 3566 Flickr
Porto Alegre - RS OI: (51) 98537-0000 Formspring me
CEP: 91900-540 Tim: (51) 98233-7038 Nova rede social em breve
E-mail: rossyr@editoraalcance.com.br Vivo: (51) 99669-0908 Twitter
  (51) 98535-3970 whatsapp You Tube
     
Área Restrita    E-mail Suporte T.I Alcance